Depoimento: Fran Rodrigues

Fran_RodriguesSempre que fico sabendo da vitória de cada um de vocês, eu vibro muito! Mas tem uns leitores que  já tive oportunidade de conversar um pouco mais (mesmo que à distância) e que acabo tendo aquela proximidade maior. Aí quando um desses me diz que foi convocado em um concurso… Não dá nem pra explicar minha emoção, né? Sabe quando um cisco teima em cair no olho da gente? Pois é, sou dessas!

E é exatamente com cisco no olho que hoje trago pra vocês o depoimento da Fran Rodrigues, uma leitora mega fofa e que eu tenho muito carinho! Aprovada (e nomeada) num total de três concursos, acabou de ser chamada para a Assembleia Legislativa de Goiás! E isso sempre trabalhando, fazendo pós, mestrado, doutorado, dando aula… Quando a gente tem determinação, conseguimos conquistar o mundo!

Parabéns, querida! Muito sucesso nesse trabalho novo, na “velha nova” vida em Goiás! Você é uma merecedora! E muito obrigada por topar vir aqui contar um pouquinho da sua história de sucesso pra gente!

“Quando a querida Mariana sugeriu que eu fizesse um depoimento, fiquei pensando em como essa minha trajetória não convencional de concurseira poderia ajudar os colegas que estão nessa luta por uma vaga no serviço público. Certamente, há métodos mais assertivos que encurtam esse caminho.

Começo, então, com uma ressalva: se você tem recursos para não precisar trabalhar enquanto estuda, dedique-se integralmente e mire direto nos grandes certames e salários. Esse nunca foi o meu caso e por isso precisei traçar um caminho mais longo e, por vezes, tolo, mas que pra mim era o único possível e trouxe bons resultados.

Comecei essa vida de concurseira no último ano de faculdade (2008), mas já trabalhava e não conseguia separar nenhum tempo de estudo extra para as provas. Mesmo assim lembro-me de já ficar bem colocada em dois concursos: 3º lugar para revisor da UFG (2 vagas) e 14º lugar para INSS em Brasília (eram 4 vagas, mas chamaram 9 aprovados). Ao terminar a graduação, continuei com tudo ao mesmo tempo. Trabalhava na área, fazia cursos de inglês e fotografia, especialização em Políticas Públicas e ainda me arriscava nos concursos.

Em 2010, entrei para o mestrado em Comunicação na Universidade Federal de Goiás e passei em 4º lugar no concurso de repórter da Agência Goiana de Comunicação. Assumi o cargo, onde trabalhava 5 horas por dia. Mas não é à toa que a carga horária do jornalista é menor. A reportagem externa em TV é um trabalho extenuante, rsrs. Mas eu não tinha muito juízo e me tornei meio workaholic. Trabalhava na Agecom de manhã, fazia mestrado e me tornei professora universitária, nas modalidades presencial e EaD.

Nessa ~vidaloka~ os concursos estavam presentes, mas como coadjuvantes. Fiz muitos, incontáveis. Em alguns cheguei a ser aprovada em CR, como no MPU, IFG por duas vezes e UFG novamente. Em 2013, o concurso da ALMT me chamou a atenção, pois o salário para 30h era o que eu ganhava trabalhando cerca 50h semanais. Novamente fiz sem estudar e sem expectativa. Para minha surpresa, porém, passei em 1º lugar na prova objetiva e em 2º no resultado final, depois da prova prática.

Durante a longa espera até ser chamada na ALMT, pedi licença não remunerada na Agecom e me dediquei por dois meses à prova da Alepe – um concurso de sonho, pelo salário e pelo local maravilhoso. Como eu queria muito a vaga e pela primeira vez tinha me dedicado a estudar especificamente para o certame, acabei ficando nervosa, me atrapalhei um pouco na redação e isso foi decisivo. Fiquei no CR, em 19º para a área de TV, que tinha apenas 5 vagas. Nessa hora me fizeram falta as técnicas de estudos dos concurseiros habituais e os macetes de cursinho. Foi quando notei que, apesar do acúmulo de conhecimento que me conferiam minha intensa rotina acadêmica-docente-jornalística, para enfrentar pra valer um concurso grande é preciso também conhecer as bancas e agir com frieza diante da pressão do tempo.

Em agosto de 2014, joguei a mala nas costas e me mudei para Cuiabá para assumir na ALMT. Fui com cara, coragem e muita vontade de voltar para Goiânia aprovada no iminente concurso da Assembleia Legislativa de Goiás. A meta era me dedicar apenas ao trabalho na ALMT e estudar integralmente para a Alego. Mas devo confessar que não consegui abrir mão de muitas experiências profissionais e acadêmicas. Lá fui professora em uma faculdade particular, fiz outra pós, escrevi um projeto de doutorado e aceitei um monte de convites para freelas.

Mesmo fazendo tanta coisa, não perdi de vista o objetivo do concurso. Não estudei tanto quanto deveria, mas resolvi todas as provas anteriores da banca para o cargo. A experiência prática também contou bastante, pois há uma tendência nos concursos de valorizar o cotidiano da profissão em algumas questões. Fora isso contei muito com o aspecto sorte, pois o edital estabelecia pontuação por títulos. Isso foi decisivo.

Eram duas vagas e fiquei em 2º lugar, empatada com a terceira, que teve a nota da redação um pouquinho inferior à minha. Dia 12 de fevereiro, faltando apenas uma semana para meu casamento, recebi a notícia da nomeação. Foi uma alegria imensa, pois se isso não tivesse acontecido, teria que voltar para Cuiabá logo depois da lua de mel, deixando em Goiânia meu marido e toda a família. Tudo aconteceu na hora certa, de forma quase mágica!

Para quem está nessa labuta por um cargo melhor no serviço público, meu conselho é que não desista! Seja positivo, acredite em si mesmo(a), estude, e, o mais importante, tente se divertir com as questões e os absurdos das bancas. Tenha um grupo de amigos com os quais possa compartilhar esse desafio. Não se vitimize. Faça com que seja leve. Boa sorte e muitas aprovações a todos(as).”

Anúncios

6 opiniões sobre “Depoimento: Fran Rodrigues”

  1. Que lindas suas palavras, Mariana. Obrigada pelo carinho, que é recíproco. Sua dedicação, alegria e generosidade em disponibilizar tantas informações são luzes para muita gente. Obrigada tb por isso.
    Abraço afetuoso,

    Fran

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s