Concurso da Marinha: como foi?

imageHoje (22) foi dia da prova do tão esperado concurso da Marinha! Já recebi pedidos para abrir o post para vocês comentarem o que acharam.

PS: Estou curiosa para saber o tema da redação deste ano!

Anúncios

21 opiniões sobre “Concurso da Marinha: como foi?”

  1. O tema da redação desse ano foi: “O país que queremos deixar para nossos filhos”.

    A prova da Marinha tem mudado muito, nos últimos anos. Antes, ela tinha um perfil decoreba, com perguntas que se repetiam de ano a ano. A prova de 2015 foi bem diferente, nesse sentido. Uma prova mais prática, digamos, mas ainda assim condizente com o perfil deles: ser fiel à bibliografia sugerida.

    Acredito que, devido a essa mudança de perfil, o ponto de corte final diminua nesse ano, mas ainda assim acho que para começar a sonhar tem que acertar mais de 40. Só com uma vaga, a situação fica bem difícil. Qualquer erro, já deixa a pessoa mais distante da vaga.

  2. Oi Mariana, o tema foi ” O país que queremos deixar para nossos filhos “. Achei algumas questões com as respostas muito similares, e isso confundiu muito, mas no geral foi uma boa prova.

  3. Oi Mariana, achei a prova um pouco mais fácil do que a do ano passado. Dessa vez caíram muitas questões de Erbolato e menos Margarida Kunsch. No mais, eu gostei. Vamos aguardar o resultado.

  4. O que eu acho estranho nesta prova são duas coisas: a redação só contar para o desempate; não ter matéria de português na prova. Como se fosse mais importante saber teoria da comunicação do que português para profissionais da nossa área.

  5. Foi a primeira vez que fiz a prova. Estudei bastante a bibliografia, mas mesmo assim achei a prova difícil. As questões estavam parecidas com as respostas similares. Atuo no jornalismo há 10 anos e nunca ouvi ninguém falando de cápsula na redação. Essa questão foi um belo chute.

  6. Fiz a prova este ano pra testar, avaliar o grau de dificuldade e estranhei alguns aspectos da prova. Na redação, por exemplo, há a determinação do título (O país que queremos deixar para nossos filhos) -que achei bem clichê, o que torna difícil a tarefa de desenvolver a redação sem sair do senso comum- em outros concursos normalmente se determina o tema, deixando o título a livre escolha. E outra, achei esquisitíssima a obrigação de escrever a redação em letra cursiva… Desde o ensino fundamental que só escrevo em letra de forma, nem lembrava mais como fazer as letras cursivas (rs). Será que rola uma análise grafológica? (~teoria da conspiração~ rs). Já no que diz respeito às questões, haviam muitas com enunciado muito parecido; outras abordavam jargões de imprensa pouco conhecidos (pelo menos pra mim), alguém sabe o significado de “cápsula” afinal? Me surpreendeu também uma questão que abordava boas maneiras à mesa. Por fim, uma coisa que acredito que a organização do concurso deveria rever, é o fato deles não autorizarem levar a prova, nem mesmo para os 3 últimos a sair de sala. Fica difícil os candidatos abrirem recurso contra alguma questão sem a prova. Enfim, valeu a experiência.

  7. Achei a prova bem fiel a bibliografia e pra quem teve tempo de ler todos os livros – o que não foi meu caso – imagino que tenha sido uma prova relativamente fácil. Acho que podemos esperar uma nota de corte altíssima, lá pra 45, 46 questões. Agora uma dúvida: somente 3 redações serão corrigidas?

  8. Concordo com você Ivan, essa questão da cápsula realmente me surpreendeu. Foi minha primeira vez no concurso e estava um pouco ansiosa pela redação. Entretanto, achei o tema tranquilo.Pelo que estudei nas provas anteriores, a diferença que notei é que desta vez caíram mais questões referentes a cerimonial. No mais, vi questões repetidas de anos anteriores também. Agora é aguardar o gabarito!

  9. Oiiiieee Mariana. Na real a prova foi no dia 23 (domingo)…heheheh…
    Bem, é a segunda vez que faço essa prova e realmente eles seguem fielmente a bibliografia citada no edital. O que achei meio cansativo foi o fato de, em algumas questões, as respostas estarem muito parecidas, ou seja, só mesmo decorando o que o autor disse sobre algum conceito, para acertar a questão.
    E sobre a redação…bem abrangente o tema. Dava para desenvolver muita coisa. Aliás, o tema de 2014 também foi bem subjetivo.
    Abrasssssss

  10. Também foi a primeira vez que fiz a prova. Imaginava que seguiria fielmente a bibliografia como das outras vezes. Fazendo uma análise geral da prova, concordo com a maioria. Achei as alternativas bem parecidas e nunca imaginei que cairia questões sobre arrumar a mesa e cerimônias com bandeiras referentes a Protocolo e Cerimonial, acreditava que outros temas como nominata e precedência. Também achei que cobraram pouco os temas referentes ao jornalismo e muita coisa relacionada a RP, Comunicação Organizacional e Marketing, além de que virou clichê a questão sobre as características da reportagem.

  11. Alguém entrou com recurso na prova…olha, essa prova não teve nada a ver com a do ano passado. E mais: muitos conceitos errados. Dá para anular umas quatro questões só com recursos.

    1- No Serviço à Inglesa os convidados não se servem. Não havia resposta correta para a questão. Consultei muitos manuais, livros e provas de taifeiros. Não adianta dizer que está em um livro, pq o conceito é conhecido e está errado!
    2 – A mídia mais abrangente é a TV Aberta. O próprio autor do livro fala em uma edição de 2013 dessa pesquisa, que se baseia na Pnad 2013. Normalmente, questão desatualizada é anulada em qlq banca! O autor fica contra o autor, entao!!!
    3 – Uma questão de cerimonial, protocolo e etiqueta pede para diferenciar as questões e a última alternativa é generalista, serve para todos! Ela não diz o que são as “práticas” do protocolo ou do cerimonial. Erro de enunciado da banca. Sem resposta correta.
    4 –

  12. 4 – Agência de artigo não é só “matéria jornalística”. É de ARTIGOS, ou seja, textos opinativos e interpretativos. Portanto, a banca não pode cortar a frase sem prejudicar o conteúdo correto. Vc pode se basear até no próprio Erbolato e seu glossário.

    5 – Abanca trocou os conteúdos de Moblog e mídia para Palm Top na letra do verdadeiro e falso. É só olhar o livro da Luciana Moherdaui. Mas dava para acertar por eliminação da “menos errada”….

    Eu sou curiosa e vi isso. Pode ser que alguém entre com recursos, o que é justo. Não vi esse tipo de erro na prova do ano passado. Acho que mudou quem fez a prova.

    Abs! 🙂

  13. Ah, lembrei de mais uma…subsídios informativos está escrito errado! Na letra E está escrito: subsídios e informativos! Tem duas respostas erradas na questão!!!

    Agora eu vou! Abs a todos!

  14. Não esqueçam que há jurisprudência quanto a tudo que eu disse aqui.

    Qto ao enunciado, pode-se recorrer. Em diversas causas…. “A existência de erro material no enunciado da questão somente é motivo para anulação da questão caso seja suficiente para comprometer a compreensão acerca do tema proposto”. ou seja, diferenciar não é tornar sinônimo.

    TRF-2 – AC APELAÇÃO CIVEL AC 200851010196404 (TRF-2)
    Data de publicação: 09/11/2010
    Ementa: ADMINISTRATIVO – APELAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA – EXAME DE ORDEM – OAB/RJ – ANULAÇÃO DE QUESTÃO OBJETIVA – POSSIBILIDADE – ERRO MATERIAL INCONTROVERSO – EVIDENTE – VÍCIO NA FORMULAÇÃO DA QUESTÃO – SENTENÇA REFORMADA. 1- É defeso ao Judiciário valorar os critérios utilizados pela banca examinadora para a correção da prova, entretanto, havendo flagrante ilegalidade de questão objetiva de prova de concurso público, no caso Exame de Ordem, que possa causar dúvida, é admitida sua anulação pelo Judiciário por ofensa ao princípio da legalidade. 2- Quando se verificar a existência de erro material em questão objetiva ou mesmo vício na formulação das questões, pode o Judiciário anular tais questões, pois lhe cabe o controle da legalidade e legitimidade dos atos administrativos. 3 – Apelação provida. Sentença reformada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s