Concurso do TRT-MG: como foi?

trt-3Hoje (26) foi dia de prova do concurso do Tribunal Regional de Minas Gerais (TRT-MG). Como sei que muitos de vocês fizeram a prova, estou abrindo esse post para comentarem o que acharam. A prova foi boa? Considerações a fazer?

Fiquem à vontade!

58 opiniões sobre “Concurso do TRT-MG: como foi?”

  1. Não me pareceu uma prova difícil, o que acho que vai gerar um grande número de candidatos fechando. Acho que o que vai diferenciar a pontuação final não será a parte específica objetiva, mas os estudos de caso e as questões de regimento interno.

  2. olá, bom, achei a prova não difícil, mas cansativa. Achei extensas as questões de português. E,na verdade, como foi a primeira prova de comunicação que eu fiz, eu fiquei nervosa.Vocês sabem de algum gabarito não oficial?

  3. Achei a prova super bem feita .. A de português tava bemmmmm difícil !
    A de conhecimento específico tava extensa, com autores que há tempos não via em provas como Fábio França e Castels ..
    A prova de estudo de caso foi bemmm cansativa também ..

  4. Prova muito cansativa! A parte de conhecimentos específicos não deve ter sido difícil para quem estudou, mas as 5 questões de Regimento Interno pegaram pontos bem específicos, que não vi em provas anteriores, e isso foi tenso. Como a forma de cálculo da nota é bem complexa, pode até ser que a pontuação de conhecimentos básicos defina os melhores desempenhos, mas não sei se acredito nisso porque a parte específica tem peso triplo e não estava tão dedutiva, exigia mesmo conhecimentos acadêmicos. A prova de Português, apesar de ter basicamente apenas interpretação de texto, foi muito cansativa e de alto nível. Achei no geral uma prova bem exigente, não só pela dificuldade mas pelas propostas do estudo de caso também. Fica agora a expectativa, porque o resultado só sai em outubro…

  5. Achei que a prova exigiu bastante da gente. Também foi a primeira vez que fiz de Comunicação Social, então estava muito na expectativa do que cairia. Achei que a FCC iria aprofundar mais em Teorias de Comunicação, mas praticamente não teve nada. Também vi uns termos que eu nunca tinha visto. Agora a parte de português achei bem difícil!

  6. Também achei a prova extensa e cansativa. Português foi praticamente só interpretação de texto (o primeiro era enorme e bem ambíguo). Regimento Interno tinham alguns peguinhas. E Conhecimento Específico achei complexo, cheio de rodeios, não eram perguntas diretas e tinha que procurar a reposta “menos” errada.
    O primeiro estudo de caso me gerou uma imprecisão quando perguntou sobre “quais tarefas cotidianas tinham (seria os profissionais de comunicação? os empregados? os diretores? o RH?) que desempenhar na Comunicação Interna”.

  7. Achei a prova objetiva razoável, nem facilima nem impossível de ser feita!Poderia ter caido mais teoria, as duas que me lembro agora foram de Barbero e Adorno..mais nada..:( A FCC cobrou muito a área de assessoria de imprensa, quem a estudou a fundo se deu bem!Mas ao contrário do que o colega Aloisio Menescal disse ai em cima, complicado alguem fechar essa prova! Também não é pra tanto..

  8. gente, vocês querem fazer um ranking aqui? eu deixei a prova de português pro final, fiz correndo, em 30 minutos, e fui muito mal em português! Mas gostaria de saber quanto vocês fizeram, pra gente ter uma ideia.

    1. Português.
      de 15 questões acertei 4

      Regimento Interno
      de 5 questões acertei 4

      Comunicação
      de 40 questões acertei 32

    2. minha nota foi
      Português 6
      RI 3
      Específica 36

      As jornalistas que trabalham comigo, uma fez
      Português 7
      RI 4
      Específica 33

      A outra fez:
      Português 11
      RI 5
      Específica 35
      (acho que ela irá passar…)

  9. Boa noite pessoal! Achei a prova mais cansativa do que difícil. Língua Portuguesa pegou muito na interpretação e o específico foi denso… várias questões focadas em TV… As do regimento interno certamente serão divisores de água. Não achei os estudo de caso tão difíceis… mas também foram trabalhosos. Cansativa, mas valeu muito! Vamos para o Rio agora! Abraços!

  10. Esse foi o meu primeiro concurso para a área de comunicação. Como a maioria disse aqui, achei as questões de português difíceis, extensas e cansativas. Nas questões de estudo de caso, a de comunicação interna (trabalhei muito nessa área) não ofereceu os elementos necessários para que o candidato pudesse responder, de maneira sintética, como esse setor deve ser organizado. Existem diveros profissionais, que contribuem direta e indiretamente para o bom desempenho do setor. Não faço a mínima ideia do meu desempenho! Sucesso para todos vocês…

  11. Pessoal, tb não consegui fazer a prova de português, qdo me dei conta faltavam 30 min e ainda não tinha passado o gabarito das provas que tinha feito. Tive 19 minutos e só chutei. E ainda faltou uma pra chutar pq a mulher arrancou a prova da minha mão. kkkk. Saí chorando e fiquei arrasada. Agora, conferindo o gabarito, vi que fiz 40 pontos sem contar de português que não sei qtos pontos fiz… Será que estou no páreo? O que vcs acharam dos Estudos de Caso? Aquele segundo achei mais difícil que o primeiro.

    1. não poder levar relógio para a prova é ruim demais! Na próxima, precisamos focar mais no tempo. Foi o que me derrubou!

  12. Conhecimentos gerais- 10
    Conhecimentos específicos- 37
    10X 1(peso de português e legislação) + 37×3 (peso da específica) = 121.
    É isso?

    1. Ana, infelizmente a fórmula de cálculo da nota é bem mais complexa do que isso. Em resumo, o que consta no edital é o seguinte: a banca vai calcular uma média de pontos e um desvio padrão de cada cargo/sub-região a partir da quantidade de acertos em cada prova (c. básicos e c. específicos) de todos os candidatos ao cargo. Aí a banca vai pegar o nº dos seus acertos em cada prova e subtrair desse número a média aferida anteriormente. O resultado dessa subtração será dividido pelo desvio padrão também calculado anteriormente, daí multiplica por 10 e soma 50. Fazem isso com as duas partes da prova, básica e específica, e só depois aplicam o critério de peso em cada uma e somam as duas notas. Ou seja, impossível a gente saber quanto tirou, porque precisaríamos saber como calcular essa média e esse desvio padrão – e para isso seria necessário saber a nota de todo mundo que fez a prova. 😦 Resultado mesmo só em outubro…

  13. Cabe recurso na questão 18, referente à atuação do MPT. O gabarito aponta letra E, mas no regimento está previsto o que diz a alternativa B: não serão remetidos a ele processos de habeas corpus ou habeas data.

    1. Eu acho que não cabe recurso porque está escrito na questão que não são remetidos processos de habeas corpus ou habeas data, mas no regimento é habeas corpus e habeas data. Os dois não serão remetidos e não apenas um ou outro.
      Aproveitando, fiz 35 nas específicas, 10 em português e 4 em regimento. Acho que não foi dessa vez…

  14. Vcs já tinham ouvido falar disso?? Eu nunca tinha lido nada a respeito

    54. A modalidade de reportagem que utiliza técnicas instrumentais como planilhas de cálculo, banco de dados e informações
    coletadas na internet recebe o nome de
    (A) FAQ.
    (B) BG.
    (C) TAG.
    (D) RAC.
    (E) WAP.

    1. RAC – Reportagem Assistida por Computador. Se não me engano, tem algo falado sobre isso no livro do Felipe Pena, mas é um assunto que já foi cobrado em outras provas.

      1. Não estudei isso e não lembro se marquei essa ou a de baixo… Não tive tempo de marcar o meu gabarito . É a única que não lembro… Fiz 35 na específica.

  15. Sobre a questão que trata da atuação do MPF, também acho que cabe recurso. Olha o que diz a prova: “não serão remetidos a ele (MPF) processos de habeas corpus ou habeas data”, exatamente como escrito no Art 83. Portanto, essa opção também tá correta. Se a questão falasse que habeas corpus ou habeas data NUNCA poderão ser remetidos aos MPF, haveria, aí sim, um erro.

    1. Essa questão (20) provavelmente será anulada, já que há duas respostas corretas.

      Art. 83. Não se remeterão ao Ministério Público do Trabalho, salvo nas hipóteses do inciso II do artigo anterior, os seguintes processos:

      II – de habeas corpus e de habeas data, hipóteses em que as Secretarias das Turmas do Tribunal providenciarão a remessa, por qualquer meio, de cópia das principais peças dos autos do processo;

    2. eu também errei esta, tive o mesmo raciocínio. Se alguém fizer o recurso, poste aqui para que possamos copiar e entrar também. Tentar a anulação desta.Precisamos tentar anular também algumas de Português.

  16. Enviei a questão de RI que fala sobre o promotor para um professor de Regimento Interno analisar, e ver se cabe recurso.

    Alguém conhece professores de português que poderiam fazer a nossa prova e verificar se cabe algum recurso?

    obrigada

  17. Uma pergunta para vocês que já estão há algum tempo fazendo concursos para a área:

    geralmente, como é o desempenho de quem fica nos primeiros lugares? Fecham a prova? Pelo que estou vendo aqui, dos nossos resultados, erramos muitas questões… Pela previsão de vocês, em relação aos últimos concurso, quanto irá tirar na prova de conhecimentos básicos e na de específicos os primeiros lugares?

    1. Natália, o que eu posso te dizer dos concursos que participei é que a pessoa que ficou em primeiro lugar nesses certames nunca fechava a prova. Era sempre alguém com pontuação muito alta, claro, mas que errava pelo menos uma questão. A parte específica já vi fecharem, mas Língua Portuguesa e legislações sempre pegam os candidatos. Posso te dar o exemplo recente do concurso do TRE-MG, que participei. Eram 16 vagas para cargo de Ensino Médio. Foram mais de 60 mil inscritos, mas a metade apenas compareceu às provas. Por fim, a pessoa que ficou em primeiro lugar nas objetivas terminou o concurso em segundo lugar após os resultados das demais fases. O mais interessante é que a pessoa que tomou o primeiro lugar na lista final foi o 9º colocado na primeira fase (provas objetivas). Viu como tudo pode mudar? Tem gente que não concorda comigo, mas aprovação em concurso é muito estudo e uma boa dose de sorte. 😉

      1. Áurea, até que em relação aos concursos de nível médio eu sei como é o funcinamento. Passei no último para técnico do TRT e fui chamada. Errei ao todo cinco questões na prova, mas como foi uma prova bem elaborada, deu margem para alguns erros. Sei também que quando a prova é muito fácil, pro nível médio, você tem que errar no máximo umas duas para ter chance de ser chamado.

        Mas agora eu quero Analista de Comunicação, por isso queria saber como funciona, porque enquanto para o nível médio a gente vê esse quadro de 60 mil inscritos, vi que para esse concurso do TRT tivemos 1463 inscritos (acho…). Para uma, duas vagas…

        mas você me esclareceu bem.

      2. Oi Natalia, td bem?

        Primeiramente, te parabenizo pela sua aprovação no TRT 3ª pro cargo de Técnico Judiciário – Administrativa, no concurso anterior.
        Fiz o concurso de agora, pro mesmo cargo que vc(TJAA) para 1ª sub-região(Belo Horizonte), mas achei a prova muito difícil comparada com outras do TRT.Meu desempenho:
        . Conhecimento Básico: 20/20;
        . Conhecimento específico: 31/40.

        Agora, vendo vc comentar que errou apenas 5, vc acha, sinceramente, que eu consigo ficar entre o 600º primeiros? Peço, gentilmente, só sua opinião mesmo, independente de estar certa. Pq olhando nas notas do concurso passado pra esse cargo, encontro por volta de uns 15 níveis diferentes de nota, e pelas minhas contas entre o 1º lugar e o 600º, pela lógica, deveria haver uma diferença de 18 pontos(considerando a prova como um total de 90, já levando em conta os pesos entre eles). Porém vc falando isso me deixou confuso.
        Enfim, te agradeço muito se vc me ajudar a tirar essa dúvida.

        Boa sorte pra vc!

        Abraço!

      3. o comentário anterior foi antes! obrigada pela resposta. Você tem feito os dois, técnico e analista?

      4. Sim, minha ideia é passar num concurso, mesmo que de Ensino Médio, e assim ganhar segurança para estudar e passar em concursos que tenham realmente a ver com a área de Comunicação. Tenho feito concursos não só em tribunais, mas prefeituras e outros órgãos. Te dei o exemplo do TRE, mas fiz a prova de Jornalista da Prefeitura de Itabirito (MG) esse ano e foi o mesmo caso: o primeiro lugar não fechou, e olha que era uma prova de apenas 30 questões (só 10 específicas). Fiz também para os conselhos regionais de Medicina e Psicologia de MG e em nenhum dos dois o primeiro lugar fechou a prova. É aí que entra a sorte que eu falei: o nosso resultado acaba dependendo também do desempenho da concorrência.

      5. Entendi. Concordo com você, conhecimento é apenas um dos quesitos necessários à aprovação. Precisamos também de estratégia para fazer a prova (o que eu não tive nesta) , controle emocional (também não tive) e sorte! E como é o salário dos jornalistas destes Conselhos?

      6. O salário depende de cada órgão. Os dois que tentei (CRM e CRP) pagam entre 2.500 e 3 mil para uma jornada de 5h e 6h/dia.

  18. Esse foi o meu primeiro concurso para FCC. Afundei vexaminosamente em português… As questões são tão extensas! Fiz 128 pontos, errei uma de Conhecimentos Específicos. Se fossemos considerar a porcentagem dos pontos, ficaria contente, mas como o cálculo do desvio padrão é imprevisível, só resta aguardar com paciência.

    1. Nossa Fernanda, você foi super bem. Errou só uma da prova que tem o triplo do peso. Quanto você tirou na de conhecimentos básicos? Acho que você está no páreo.

  19. Básicas: 12 (Port: 9 e Regimento: 3)
    Específicas: 38

    Com peso = 126

    Até que gostei, mas não tenho ideia ainda do quadro geral e do que vai rolar com o desvio padrão.

  20. Fiz 85% da prova.
    Básicas: 13 (Port: 11 e Regimento: 2)
    Específicas: 38
    Com peso = 127

    No site do Olho na vaga, estou em 4º, mas com 80 e poucos inscritos. Como somos 1.463 candidatos, devo ficar entre os 100 primeiros e não entre os 20 que terão sua prova corrigida.

      1. ah me desculpem , foi mal! copiei o link achando que era da notícia, mas era do clipping, e é atualizado… vou tentar achar de novo a notícia, falava sobre o nível da prova… sobre a mudança do padrão de exigência da FCC…

  21. Bom Dia!!

    Alguém poderia postar a prova de comunicação social do TRT-MG. Não fiz a prova, gosto de estudar pelas provas.

    Obrigada

  22. Pessoal, fiz para técnico administrativo, e fui mal, acertei 8 de português e 23 de conhecimentos específicos, foi o primeiro concurso que fiz pela FCC, fiquei arrasada, chorei, mas, agora não tem o que fazer, bola pra frente, vou correr atrás de outros. A redação nem no sonho vão ler a minha, e acho que fiz uma boa redação.
    Boa Sorte a todos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s