Vagas de Comunicação Social no concurso do STJ!

stjO Superior Tribunal de Justiça (STJ) lançou o edital do tão esperado concurso que oferece duas vagas para as áreas de Comunicação Social (podem concorrer os formados em qualquer uma das áreas). O engraçado é que a parte de Conhecimentos Específicos é voltado basicamente para Jornalismo…

O edital é bem extenso e fiquem atentos porque a banca é o Cespe e a prova é no estilo “uma alternativa errada anula uma certa”.

Vamos aos detalhes?

CARGO: Analista Judiciário – Área de atividade: Apoio Especializado – Especialidade: Comunicação Social (para todas as áreas de Comunicação)

VAGAS: duas

SALÁRIO: R$ 8.803,97

CARGA HORÁRIA: 40 horas semanais

INSCRIÇÕES: de 30 de julho a 19 de agosto, no site do Cespe

VALOR: R$ 100,00

PROVAS: prova objetiva (50 questões de Conhecimentos Básicos e 70 questões de Conhecimentos Específicos) + prova discursiva. As provas serão realizadas no dia 27 de setembro, no turno da manhã, apenas em Brasília-DF!

COMECE A ESTUDAR
1) LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República). 7.1 Aspectos gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.

2) NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos. 3 Organização político-administrativa. 3.1 União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 4 Administração Pública. 4.1 Disposições gerais, servidores públicos. 5 Poder Judiciário. 5.1 Disposições gerais. 5.2 Órgãos do Poder Judiciário. 5.2.1 Competências. 5.3 Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 5.3.1 Composição e competências. 6 Funções essenciais à Justiça.

3) NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Noções de organização administrativa. 1.1 Centralização, descentralização, concentração e desconcentração. 1.2 Administração direta e indireta. 1.3 Autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. 2 Ato administrativo. 2.1 Conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies. 3 Agentes públicos. 3.1 Legislação pertinente. 3.1.1 Lei nº 8.112/1990. 3.1.2 Disposições constitucionais aplicáveis. 3.2 Disposições doutrinárias. 3.2.1 Conceito. 3.2.2 Espécies. 3.2.3 Cargo, emprego e função pública. 4 Poderes administrativos. 4.1 Hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia. 4.2 Uso e abuso do poder. 5 Licitação. 5.1 Princípios. 5.2 Contratação direta: dispensa e inexigibilidade. 5.3 Modalidades. 5.4 Tipos. 5.5 Procedimento. 6 Contratos administrativos; conceitos e características. 7 Controle da Administração Pública. 7.1 Controle exercido pela Administração Pública. 7.2 Controle judicial. 7.3 Controle legislativo. 8 Responsabilidade civil do Estado. 8.1 Responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro. 8.1.1 Responsabilidade por ato comissivo do Estado. 8.1.2 Responsabilidade por omissão do Estado. 8.2 Requisitos para a demonstração da responsabilidade do Estado. 8.3 Causas excludentes e atenuantes da responsabilidade do Estado. 9 Regime jurídicoadministrativo. 9.1 Conceito. 9.2 Princípios expressos e implícitos da Administração Pública. 10 Processo Administrativo Federal (Lei nº 9.784/1999). 11 Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/1992).

4) REGIMENTO INTERNO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA E ALTERAÇÕES: 1 Artigos 1º a 65; artigos 81 a 94 e artigos 316 a 327. (Disponível em: http://www.stj.jus.br/publicacaoinstitucional/index.php/regimento/article/viewFile/1442/354

5) LÍNGUA INGLESA: 1 Compreensão de texto escrito em língua inglesa. 2 Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos.

6) NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Noções de sistema operacional (ambientes e Windows 7.0). 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office 2013). 3 Redes de computadores. 3.1 Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 3.2 Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome). 3.3 Programas de correio eletrônico (Outlook). 3.4 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 3.5 Grupos de discussão. 3.6 Redes sociais. 3.7 Computação na nuvem (cloud computing). 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 5 Segurança da informação. 5.1 Procedimentos de segurança. 5.2 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 5.3 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware). 5.4 Procedimentos de backup.

7) NOÇÕES DE SUSTENTABILIDADE: 1 Portaria STJ nº 293 de 31 de maio de 2012 (Dispõe sobre a política de sustentabilidade no Superior Tribunal de Justiça). 2 Resolução CNJ nº 201 de 3 de março de 2015. 3 Lei nº 8.666 de 21 de junho de 1993. 3.1 Artigo 3º. 4 Decreto nº 7.746 de 5 de junho de 2012. 5 Política Nacional sobre Mudanças do Clima (Lei nº 12.187 de 29 de dezembro de 2009). 6 Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305 de 2 de agosto de 2010). 7 Conceito de Desenvolvimento Sustentável. 8 Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P).

8) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: JORNALISMO: 1 Comunicação Social na Constituição Brasileira. 2 Comunicação pública: conceitos, processos, instrumentos e legislação. 3 Código de Ética do Jornalista. 4 Comunicação nas organizações: fundamentos e finalidades. 4.1 Assessoria de Comunicação: atribuições, organização, estrutura e funcionamento. 4.2 Públicos de uma instituição. 4.3 Imagem e identidade institucionais. 4.4 Divulgação de informações no ambiente organizacional. 4.5 Planejamento e execução de campanhas. 4.6 Comunicação interna e endomarketing. 4.7 Comunicação de Crise. 5 Jornalismo institucional. 5.1 Produtos de uma assessoria de imprensa. 5.2 O papel do assessor. 5.3 Rotinas da assessoria de imprensa. 5.4 Sugestões de pauta, releases e artigos. 5.5 Notas oficiais. 5.6 Clipping. 5.7 Atendimento à imprensa. 5.8 Organização de entrevistas. 6 Produção jornalística. 6.1 Princípios e orientações gerais para redigir um texto jornalístico. 6.2 Edição e revisão da informação. 6.3 Características, linguagens e técnicas de produção, apuração, entrevista, redação e edição para jornal, rádio, internet e TV. 7 Temas emergentes da comunicação. 7.1 Novas tecnologias de comunicação. 7.2 Comunicação digital e mídias sociais. 7.3 Webjornalismo. 8 Português jurídico.

LEIA O EDITAL COMPLETO

Anúncios

19 opiniões sobre “Vagas de Comunicação Social no concurso do STJ!”

  1. Bem, sendo bastante sincera..para o quantitativo de vagas e a expectativa em relação a este concurso, achei o salário baixo, viu!:(

    1. Esse é o salário inicial pra analista judiciário, podendo chegar até 15 mil com o tempo. Sem falar nos benefícios, cargos comissionados, enfim…

  2. Eu hein, esse edital tá indo na contramao dos recursos mais recentes, que cobram bem menos conteúdo. Desanimei…

  3. Oi Mariana.
    Estava muito animado com o concurso do STJ. Até porque já estou estudando para o da FUB e os conteúdos são bem parecidos (não iguais).
    Mas fiquei preocupado com o número de vagas. Apenas duas contra 10 do nível médio. Dizem que o STJ tem o costume de chamar os aprovados, mas estou em dúvida se presto para nível médio ou continuo na linha que estou e faço para a nossa área.
    O que você faria no meu lugar?

    1. Eu só faço concursos na área. Mas acho que isso é uma opção de cada um. Só leve em conta que nível médio terá uma concorrência infinitamente maior que Comunicação…

  4. O salário do judiciário federal tá defasado. São 9 anos de congelamento no vencimento base. Não é à toa que estão em greve nesse momento.

    Sou técnico na justiça federal, mas um concurso desse pra analista não anima muito. E ainda teria que ir morar em Brasília.

    Esse valor do salário do edital é o vencimento base + gaj (gratificação de atividade judiciária).

    Fora isso, de concreto, só tem o auxílio alimentação no valor de 799,00 reais. Pode ter auxílio-transporte, dependendo do lugar, e outros benefícios como adicional de qualificação, auxílio-creche… E pode ter ou não a função comissionada (FC), que varia entre mil e 2.200 líquido. Normalmente, um salário de um analista do poder judiciário federal gira em torno de 9 mil líquido.

  5. Alguém sabe dizer quantas pessoas se inscrevem e/ou são aprovadas nesse cargo?

    Não tenho ideia do que esperar quanto a concorrência

    1. Fernanda, pode esperar uma concorrência alta (eu chuto entre 3 mil e 5 mil inscritos). Só pra você ter uma ideia, o TRT de Minas Gerais era para formação de cadastro de reserva, com provas só em Minas e deu 1463 inscritos, avalie esse com duas vagas e em Brasília: vai bombar!

      1. Nooossa que medo! kkk
        Obrigada Mariana, tô avaliando direitinho que até os R$100 da inscrição pesa no bolso agora. Talvez seja melhor focar em ganhar dinheiro rápido e deixar o projeto a longo prazo mesmo
        Abraço!

    1. Não, Eri! No edital diz: “REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Comunicação Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC”. Alguns concursos até oferecem vagas de nível técnico para as especialidades de comunicação, mas o do STJ não.

  6. Mariana, será que o STJ não pode chamar mais que dois aprovados nesse concurso? Também estou na dúvida se faço para nível superior ou médio. O meu problema é mais com o inglês, qnts questões de língua inglesa são cobradas pela banca Cespe?

    Abs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s