Como foi: concurso do TJ-BA?

TJ-BANesse domingo (25) foi a prova do concurso do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e hoje, como saiu o gabarito, alguns leitores pediram para eu abrir o post pra vocês comentarem possibilidade de recursos para questões e montarem rankings.

Fiquem à vontade, o blog é de vocês!

Anúncios

8 opiniões sobre “Como foi: concurso do TJ-BA?”

  1. Certamente uma das piores da minha trajetória de concursos. A de português estava chata, como toda prova de interpretação da FGV, com subjetividade máxima. Conferi o gabarito e só tive 50% de acerto na matéria; nas demais disciplinas, o índice também não foi dos melhores… o que é muito ruim, pois o tema da redação foi excelente e, embora eu acredite que tenha elaborado um bom texto, estou certo de que o meu não será lido. Ao todo, fiquei com 62% de acertos. Uma verdadeira tragédia.

  2. Eu resolvi fazer o concurso apenas como experiência, pois literalmente não peguei nenhum livro para estudar. Queria testar meus conhecimentos “no seco”.

    A prova de informática foi extremamente fácil, perguntas básicas que até li umas 4 vezes para ter certeza que ela era de tal facilidade (fiz 6 questões, das 7).

    Português realmente foi uma prova cansativa, com muita subjetividade, mas várias questões simples e “entregues de mão beijada” (fiz 13 de 20).

    A parte de Legislação estava bemm complicada. Para mim então, que não estudei nada, foi um terror. Porém, como trabalho na área de RH de uma mineração, lembrei de algumas situações que vivenciei e ainda consegui acertar 3 das 13.

    E, finalmente, a específica de Comunicação. Sinceramente, estava MUITO fácil. Se para mim que não estudei foi moleza, fico imaginando para quem estava estudando há um bom tempo. Questões simples de assessoria e comunicação interna/externa. Algumas pegadinhas, mas nada muito cabuloso. No final, fiz 23 questões das 30.

    Total de 45 acertos. Como foi o meu primeiro concurso, acho que fui até bem. Para os próximos irei estudar e espero que o nível continue como esse do TJ-BA.

    Ah, a redação foi ótima. Se conseguisse ficar entre os 15 (impossivel) seria ótimo poder usar a nota da minha redação, pq acredito que desenvolvi muito bem.

    1. Não, Luana. Você que está equivoca. Foram 30 questões de específicas + 20 Português + 13 Regimento + 7 Info). Total: 70.

  3. Poxa… resultados tão lindos e eu… Primeiro, parabéns a todos! Mais uma vez, não estudei e me dei muito mal em português… Uma das piores provas que já fiz. Parabéns para a FGV, é claro! 😉
    Então, fiz 50% da prova… Uma verdadeira catástrofe. Agora, depois de perder esta excelente oportunidade, é de fato sentar e estudar. E sim, foram 30 questões de específicas! Consegui fazer 17, mas achei a prova bem viável. Até legislação que sequer vi qualquer video-aula consegui fazer: das 13, acertei 6. Informática… poxa… entre besteiras e mais besteiras, só acertei 3. E português… Prefiro não comentar! Bora estudar!

  4. Olá! pessoal
    Gostaria de saber se vocês tem conhecimento de candidatos ou grupos, que recorreram contra a prova do TJ/BA
    para o cargo de Analista Judiciário Área Administrativa, onde ficamos prejudicados pelo erro da FGV na troca de provas de cargos diferentes. Pois, não incluíram na reaplicação de provas já marcadas para o dia 12/04/2015 e não consta o respectivo cargo citado acima.Agradeço desde já, para quem souber de alguma informação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s