Prova do CEPEL: como foi?

Hoje foi dia de prova do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL). Bizarrices à parte (como o ar-condicionado quebrado e com goteira e a tentativa de nos trocarem de sala na hora que começou a prova), posso dizer que no geral gostei do concurso.

As especificas só estavam bem cansativas porque a maioria pedia a alternativa “INCORRETA” ou “EXCETO” e isso acaba cansando mais nosso cérebro que está acostumado a procurar a resposta certa.

E vocês, o que acharam da prova? O melhor que achei foi disponibilizarem o nosso cartão de inscrição escaneado, assim não precisamos ficar até o final da prova ara poder levá-la para casa. #ficaadica #atencaoorganizadoras

PS: Beijo para a leitora que me reconheceu e veio falar comigo!

53 opiniões sobre “Prova do CEPEL: como foi?”

  1. Estava na mesma sala que você! Pena que não te reconheci… =( Enfim, também gostei da prova, estava bem no estilo da banca mesmo, cansativa, mas nenhum bicho de sete cabeças… Vamos esperar o gabarito né? Boa sorte pra gente!

  2. Tb estava nessa sala. Gostei da prova. Como vc disse, bastante cansativa a parte específica, com enunciados looooongos!

    A ideia de disponibilizar o cartã de respostas digitalizado realmente é muito boa! Espero que pegue.

    P.S: Tb não te reconheci na hora, mas agora que vc falou que tb estava lá eu acho que te vi. Estava de blusa preta?

  3. Estava na mesma sala que você, mas não te reconheci. Era o último, lá da fileira da janela. Teve poucas ausências, mas eram só 60 candidatos. O nível da prova foi de médio para fácil, acredito em notas altas. Creio que com menos de 80 pontos (40 acertos) haverá poucas chances, a menos que convoquem muitos aprovados, o que é bastante anormal em concursos de Comunicação. Sei de cara que errei aquela questão das usinas. Marquei a opção La Grande 2 – Canadá, mas a correta era Churchil Falls – EUA (pq ela fica no Canadá também).
    Vamos aguardar o gabarito, rs.
    Parabéns pelo bom trabalho.

    1. Errei essa também… O tema “a indústria mundial de energia” é muito amplo, né? Mas acredito que as notas serão altas!

  4. Pelo nível da prova e a quantidade de candidatos acho q o que vai fazer diferença será a prova de títulos. Pena que ainda não acabei minha pós… 😦

    Tomara que chamem alguém, né?

  5. Verdade. Vc viu? Já saíram os gabaritos e o espelho do Cartão de Respostas. Fiz 64 pontos. Ao menos consegui os três mínimos. Mas acredito que o gabarito de Português está bastante equivocado. Umas cinco questões, no mínimo, sofrerão alteração de gabarito ou serão anuladas. Vamos torcer!

    1. Também discordo de, pelo menos, 3 questões do gabarito de português (questões 2, 4 e 14). Também vi divergências no gabarito das específicas (a questão 1, por exemplo). O que acham?

  6. Que legal acompanhar os comentários, não conhecia o blog. Entrei na vida de jornalista concurseira agora. O concurso do CEPEL foi meu terceiro em 15 dias. Fiz uma maratona, Engepron, CAU e Cepel. Pena que estou estudando há apenas 1 mês e acho difícil conseguir algum êxito em algum destes 3 primeiros. Achei meu rendimento na prova de português nesta prova do CEPEL também bem pior que nas outras duas provas, será problemas no gabarito? Ainda não analisei. Minha pontuação acabou bem decepcionante.. 62 pontos. Se bem que ontem eu estava péssima, com febre, dor de cabeça, passando mal. Para quem tava, eu era uma moça que passou quase todo o tempo antes do início da prova de cabeça baixa e olho fechado… dodói demais, bem na fileira da parede do lado oposto ao ar-condicionado.

  7. Não disponibilizaram o caderno 2 da prova. Vacilo! O link tá quebrado. Fiz 66 pontos, mas acho que o gabarito de português tá doido mesmo. Como vc foi Mariana?

    1. To viajando a trabalho e com dificuldades de parar para ver a prova. Só conseguirei ver hoje a noite. Até quando dá para entrar com recurso?

      1. Pode entrar com recurso nos dias 16 e 17 de abril. Também vou analisar com mais calma a noite. Por favor, vejam se conseguimos mudanças em outras questões. Inicialmente acho que dá para entrar pelas questões 2, 4, 14 e 16. O que acham?

  8. Oi, gente!

    Nossa. Fiz a prova na mesma sala… mas não te reconheci não, Mariana. Desculpe!

    Vamos aos desabafos:

    1) pra economizar, fiz a loucura de ir pro Rio no mesmo dia. Sai de casa 2 da manhã. MOral da história: estava hiper cansado na hora da prova. Não façam isso jamais, viu!

    2) achei difícil a prova, cansativa. Fiz 66 pontos… Mas também julgo que há erros no gabarito. Em português, questiono pelo menos a 13, a do “malgrado”. Rs.

    Bjs e abraços! A luta continua!

  9. Eu tb estava nesta bendita sala…rsrs na frente do Ylan, pelo jeito…rsrs. Realmente, ontem passei a noite vendo todos os meus erros e vou entrar com recurso em 2 de português e na parte específica eu achei erros muito estranhos dessa banca. Questões que eu tinha certeza da resposta e o gabarito foi outro. Montei recurso com base nos autores Jorge Duarte para a questão 31, que deveria ser anulada, pois segundo o autor o release também é chamado de comunicado, por isso teríamos 2 respostas certas. E também para a questão 16 que o gabarito foi para apontar a alternativa incorreta e eles consideraram correto que uma crise não pode mudar os rumos dos negócios de uma empresa. Como assim gente? eu busquei embasamento e vi que um autor Manera, Filho fala que podem sim mudar o rumo dos negócios. E a questão 35 eu considero que a C e a E estariam incorretas. Minha prova foi JOR 54 CADERNO 1. E vcs o que acharam dessas questões?

    1. Viviane pode ser que a questão sobre crise tenha saído deste documento aqui: https://www.bnb.gov.br/content/aplicacao/eventos/forum_comunic_2007/docs/joao_jose_forni_bnb_fortaleza_081107.pdf

      A questão é que uma crise pode alterar sim o rumo dos negócios. Então todas estariam corretas e deve ser procedida a anulação da questão.

      Estou pesquisando argumentação na bibliografia:
      NEVES, Roberto de Castro. Crises empresariais com a opinião pública: como evitá-las e
      administrá-las: casos e histórias. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.

      E tem o Argenti tb que é autor de referencia.

      Vc pode passar a referencia completa desse autor Manera, Filho?

      Obrigada!

      1. Oi Mônica! agora que vi seu post. Eu consegui essa referência na internet mesmo. Segue: autor MANERA FILHO, H. Sem medo de icebergs. Comunicação Empresarial, São Paulo, n. 26, jan./mar. 1998. p. 4.
        “Muitos acidentes ou situações críticas ocorridos no século 20 mobilizaram a opinião pública e abalaram a reputação de grandes empresas e marcas famosas neles envolvidos, destruindo anos de trabalho de construção de imagem positiva. Afinal, turbulências mal administradas podem mudar o rumo dos negócios”

      2. Viviane so vi seu post hoje, mas consegui impostar o recurso usando outras fontes. Tem um livro sobre o case da parmalat que conta como uma crise de reputacao da marca causou alteracoes nos planos de investimento e em todo o negocio. Vc impostou recurso nessa? Bjs e boa sorte!

  10. A média da galera tá parecida. 66, 64, 62. Mas com as anulações/alterações de gabarito em Português, todos devemos somar uns pontos a mais. Quem chegar aos 70 pontos deve ficar numa boa classificação, entre os 5/10 primeiros.

  11. Também estou em dúvida com o gabarito da questão 27 (caderno 1). Apenas com o enunciado acho complicado decidir entre “feature” e “fait-divers”. O que acham sobre essa questão?

    1. Concordo plenamente Michelle! Na minha opinião deveria ser anulada, porque pode ser tanto um quanto o outro, o enunciado não é muito específico. Você vai entrar com recurso nessa?

    1. Pesquisando na net você acha algumas dicas, mas o ideal é fazer texto curto com embasamento teórico que comprove que o gabarito deve ser modificado ou anulado (quando tem mais de uma resposta).

  12. Duas notas 66, uma 64 e uma 62. A amostragem é pequena, mas 4/60 representam quase 10% dos participantes. Considerando uns 10 ausentes na minha sala e que somente quem se deu bem é que costuma postar, acredito que ficaremos entre os primeiros, principalmente se ganharmos mais uns pontos nos recursos. Vamos aguardar!

    1. Vou fazer um post ainda, mas estava/estou tão na correria que só agora consegui contar direitinho: fiz 68. Entrei com recurso em 4 questões!

  13. Há um processo contra Furnas (atual Eletrobrás) rolando na justiça, para que ela nomeie mais de 500 aprovados do concurso de 2009. Entre esses, tem unas 15 vagas de jornalista. Furnas tem a comunicação quase toda composta por terceirizados que não fizeram concurso. A coisa tá preta por lá, uma super briga entre terceirizadosXconcursados.

    1. Michelle seria interessante dizer se foi do caderno 1 ou caderno 2 porque embora as questoes sejam as mesmas, elas nao estao na mesma ordem nos dois cadernos.

  14. Oi gente! Além do gabarito, saiu também a relação de notas. Consegui ficar com a 4ª maior nota. Atrás da Mariana e da Mônica…rsrs. Mônica, vc é a Mônica que fez o intensivo da Fiocruz no Radix? (rsrs). Olhem o ranking que eu montei: Foram 60 inscritos, 13 faltosos

    1º 80 pontos – Fernanda e Mauro
    2º 78 pontos – Leandro
    3º 76 pontos – Mônica e Mariana
    4º 74 pontos – Viviane e Michelle

    E aí, como deve ser gente? Vão entrar com mais recursos contra esse gabarito? Eu não vou não…

    Alguém tem ideia de quantos devem chamar?

    1. Dá pra recorrer do recurso? Acho que agora só recorre da nota, se você discordar da sua… Pelo menos foi o que entendi!

      Sobre quantos vão chamar, é cadastro de reserva, pode ser que não chamem ninguém… =( Mas eu tenho esperança que chama pelo menos o primeiro colocado, talvez o segundo… Se chamarem mais, melhor pra gente, né?

      Boa sorte a todos!

      1. Oi pessoal. Também acho difícil convocarem mais do que duas pessoas… Já fiz estágio lá e o setor de comunicação é bem enxuto. Não sei se outras empresas do grupo Eletrobras podem aproveitar este concurso para convocações. Caso isso seja possível, talvez o número de convocados aumente bastante. Vamos torcer! Dá uma desanimada não se sair bem, mas agora é hora de se preparar mais para os próximos. Boa sorte para todos!

      2. Falou e disse, Michelle! Sobre ser aproveitado por outras empresas da Eletrobrás, acho que isso só ocorre com quem já é concursado e que é “emprestado” a outro órgão. Mão acredito que não seja possível chamar alguém do cadastro de reserva da Cepel para isso… Bola pra frente!

      3. Oi, Michelle! Eu fiquei em segundo nesse concurso do CEPEL. To bem ansioso para saber se há alguma chance de eles chamarem alguém. Vi você escrevendo que já estagiou lá. Será que a gente consegue falar com alguém de lá para saber se eles têm alguma novidade sobre convocação? E será que seria uma boa ideia fazer isso (tentar falar com alguém do dep. de comunicação)?

  15. Parabéns aos colegas que encabeçaram a lista! E pra quem ficou mais pra trás o lance é partir para o próximo! Conselho: Não pare de estudar e fique contando com a sua convocação de um cadastro de reserva. Experiência própria. Hehe!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s