Como foi: prova da Fiocruz?

Como foi a prova da Fiocruz ontem (06)? Soube que foi meio “bizarra”, é verdade? Abri esse post para que vocês pudessem comentar o que acharam, possibilidades de recursos, essas coisas…

Para quem não sabe, não fiz a prova porque mudaram a data. A Fundação Dom Cintra se negou a devolver meu dinheiro de volta e a questão já foi denunciada ao Ministério Público! Ainda tiveram a cara de pau de ma mandar o cartão de inscrição… Enfim, desabafos a parte, aproveitem esse post para comentarem sobre a prova!

Anúncios

21 opiniões sobre “Como foi: prova da Fiocruz?”

  1. A prova cobrou bastante conhecimento das articulações entre comunicação e saúde e noções de SUS. Temas como mais médicos, Lei de acesso a informação, livre acesso ao conhecimento, marco civil e regulatório também marcaram presença, o que foi válido. Mas, em algumas questões foi difícil avaliar a perspectiva teórica, pois eram bem parecidas ou “julgar” qual era a melhor visão a respeito de dado tema. Fora isso, pediu bastante do cotidiano do assessor, noções de fotografia, edição de imagens e etc. A proposta da redação era boa, mas o tempo foi curto para um artigo complexo e longo, que deveria ser transformado em algo bem mais simples. Caberá recurso em algumas questoes, como a 48 e 49, que tinham letras repetidas (ao inves de A,B,C,D,E, tudo estava E,E,E,E,E ,por exemplo) e em temas que extrapolaram o edital, como marketing. Muitos erros de português também, especialmente concordância e letras trocadas. O nível da prova foi complexo, com questões longas, especialmente na parte de específicos do perfil de atuação. É esperar o gabarito e correr para alguns recursos.

  2. Considerei que a prova da Fiocruz ficou dentro do esperado, com base nas provas anteriores. A parte de conhecimentos na área de atuação foi bem condizente com o que a instituição tem como valores em comunicação. Mas achei que a parte de conhecimentos específicos, pelo menos na de Assessor de Comunicação, foi um pouco bizarra porque jogou mais com interpretação e raciocínio lógico do que com conhecimentos em assessoria e comunicação organizacional na realidade.

    A discursiva repetiu o estilo de “por a mão na massa”, porém achei desnecessário pedir 3 tipos de gêneros jornalísticos para todos, sem distinção por cargo.

    Já os habituais erros de construção gramatical das provas da Fiocruz persistiram nessa.

  3. A prova foi muito focada no SUS.

    Muuuitos erros de português. Achei muito bagunçada essa banca. Toda hora entrada um pra falar alguma coisa.
    O tempo foi curto para fazer a dissertativa, já que o texto era enorme. Foi a chance pra quem já trabalha na Fiocurz abocanhar a vaga. “Formular um dos programas do Canal Saúde??!” É pra quem já tá lá.

    Enfim, vamos ver o resultado.

    Soube que teve várias provas que o cargo não era igual ao código. Não sei se vão anular… esperar pra ver.

  4. Fiz a prova para o cargo 2320 (Reportagem, redação e edição). Conferi o gabarito e acertei 37 perguntas. E vcs?
    Achei a prova objetiva pertinente, mas também encontrei erros de português :0. O texto para a realização da prova dissertativa era bem longo e considerei desnecessário escrever um release, uma notícia para a Revista Radis e uma nota para o Canal Saúde. No meu ponto de vista, a questão deveria ter sido mais direcionada, para que os candidatos pudessem explorar melhor as habilidades específicas do cargo ao qual se candidataram.

    1. Marília, fiz a mesma prova que você. Acertei 13 (peso 1) + 26 (peso 2) = 65 pontos. Encontrei vários erros de português e de digitação. Concordo que a questão dissertativa seria muito mais eficiente para avaliar os candidatos se pedisse um único texto de até 30 linhas em vez de três menores. Mariana, eu também achei um absurdo mudarem a data da prova. Não moro no Rio e perdi as passagens que havia comprado. Que desorganização! E também estranhei a resposta da dissertativa ter os dados do candidato no verso. Como pode?

  5. Vocês vão entrar com alguma ação por conta do cartão resposta da redação ter os dados do candidato no verso? Achei isso um absurdo e vou entrar com uma ação no Ministério Público! Pensei em uma ação coletiva.

    1. Mariana, eu estou entrando em contato com alguns advogados para saber o que podemos fazer para pedir a anulação da discursiva. Saiu até uma matéria do site da veja, na coluna do Rodrigo Constantino sobre as provas discursivas para o perfil de tecnologista. Da uma olhada.

      http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/comunismo-2/candidato-com-identificacao-completa-em-concurso-da-fiocruz-suspeito/

      Precisamos fazer alguma coisa para evitar que entre carta marcada!

      1. Sugir denúncia no Ministério Público Federal. Pode ser feita pela internet, telefone ou uma das unidades do MPF.

  6. Concorri para o cargo de assessor, acertei 17/20 e 24/30, 41 questões pelo que entendi domeu cartao resposta, que tive que marcar muito as pressas, por conta do tempo gasto na redação tão longa. Total fiquei com 65 também. Não sei qual será o corte, mas só corrigem 5 vezes o numero de vagas, ou seja, 5 provas…complicado!

  7. Pessoal bom dia !!! Fiz a prova 2319. Das 50, acertei 22. Estava difícil, porém justa. O que pegou bastante no meu caso foram algumas legislações. A discursiva achei dentro dos padrões que poderiam pedir.

  8. Fiz para o cargo de Assessor também e acertei 12/20 e 23/30, 35 questões no total. Também achei a prova aberta exagerada e as questões cheias de erros de digitação.

  9. Tem algum tipo de ranking por cargo, pessoal? Para o cargo de assessor, estamos sem parâmetro de notas, mas acho que a média não será alta.

  10. Fiz pra Agente de mobilizaçao e articulacao da audiência. Achei
    A prova correta, a nao ser a discursiva q foi totalmente direcionada
    Pra quem ja trabalha lá. Fazer uma programacao pro Canal Saude é
    Algo q requer conhecimento da política interna do canal. Diferente de
    Vc programar pra TV Globo, por exemplo, de acordo com
    O publico e ibope de cada programa. Estou sem referencias de pessoas
    Que fizeram pro meu cargo. Alguém mais pode colocar sua pontuacao? Fiz 58 ptos!

  11. Também concordo com os colegas com relação a prova discursiva, muito extensa. Eu comecei por ela e fiquei 2h30 me dedicando à redação dos textos. Fiquei preocupada, e tive que correr no final. Mas, estou satisfeita com o resultado, acertei 39 questões, 10/20 e 24/30. Eu entrei com recurso para a questão 48 também e não concordei com a 47, eu marquei C e o gabarito é B. Agora vamos esperar o dia 15 pra sair o gabarito definitivo. A minha prova foi pra Assessor.

  12. Oi, pessoal. Fiz para o cargo 2317 (assessor de comunicação). Achei que a prova estava bem dentro do programa e concordo que a discursiva foi trabalhosa demais. Ler um texto daquele tamanhão e ainda escrever três textos foi exagero mesmo. Na objetiva o que me atrapalhou é em muitas questões parecia haver mais de uma possibilidade de resposta e eu tinha de escolher a que achava que poderia ser a mais certa. Nesse sentido foi bizarro. Alguém mais teve essa impressão? Resultado: fiquei em dúvida em várias e, pelo que vi no gabarito, não dei sorte no chute. Fiz 12/20 na primeira parte e 22/30 na segunda, total de 56 pontos. Como é só uma vaga nesse cargo, creio que já era. E engrosso o coro: que coisa mais feia uma prova com tantos erros de digitação! Como não revisam?

  13. Oi gente
    fiz a prova para o cargo de Com e Saude, estou no pareo mas muito estranho ter a nossa identificação no verso da discursiva.
    Alguém entrou com recurso para anular a discursiva?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s