Concurso do INSS: como foi e conferindo o gaba!

Ontem foi dia de prova do INSS! Confesso que me inscrevi na empolgação, mas depois percebi que não conseguiria estudar a parte de direito (não tentem fazer isso em casa, crianças! kkkkk). Mesmo assim, resolvi fazer a prova e realmente me arrependi de não ter estudado, pois não estava difícil!

Mas só um comentário: tinha muito errinho de português, de digitação mesmo (tipo “brasileirA natO”). Absurdo isso, ainda mais num concurso de repercussão nacional!

Outra coisa, foi só na minha sala ou na sala de vocês faltou muita gente? Tipo umas 20 pessoas? Achei bem estranho, se isso foi em todo o Brasil, a concorrência diminuiu pela metade!

Mas vamos ao que realmente interessa: o gabarito! Vamos conferir?

LÍNGUA PORTUGUESA
Achei a prova bem fácil, embora não goste de prova que não tenha texto. Acho mega estranho! E aquela questão da Skol? Merchã? Kkkkk! Acertei 8.

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO
Consegui acertar todas as questões só pela lógica!

NOÇÕES DE INFORMÁTICA
Tava bem fácil, mas errei uma. Aquela do 5! ódio mortal, pois eu sabia que era fatorial, mas nunca pensei que o Google pudesse dar o resultado!

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO
Essa foi a pior, mas isso porque eu não estudei, porque as questões não pareciam estar difíceis. Acertei apenas uma e por isso levei ponto de corte! =(

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Idem ao de cima, ainda acertei 4.

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL
Acertei 3 de 7, mas errei umas duas por bobagem, porque dava para ir pela lógica!

NOÇÕES DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO
acertei 5 de 8, até que foi bom, levando em conta que não tinha estudado essa parte e que cada questão valia 2,0!!!

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Não tava difícil, mas apareceu um monte de coisinhas que eu nunca tinha visto… E as perguntas de Teoria? Habermas e Roland Barthes? Cadê Agenda Setting, Teoria Hipodérmica? Não fazem mais provas de teoria como antigamente… E aquela do jornalista sentado? Nunca ouvi essa expressão!!! Acertei 14, lembrando que também tem peso 2.

Bem, fazendo os cálculos finais, fiquei com 65 de 98, mas pra mim realmente não dá por causa do ponto de corte! E vocês, como foram de prova? Conta pra gente!!! Tem alguma que dá pra recorrer? Ainda não consegui ver a prova com mais calma…

Ah, quero mandar um abraço para as leitoras que conheci ontem: a Larissa (que me reconheceu pelo meu sotaque) e a Mari (que além de xará, é praticamente minha vizinha)

Anúncios

48 opiniões sobre “Concurso do INSS: como foi e conferindo o gaba!”

  1. Esse foi meu primeiro concurso para jornalista. Na verdade eu só me formo ano que vem, mas resolvi começar já..
    Na soma fiz 54 pontos. Direito Constitucional me matou, fiz só uma.
    Das específicas, fiz 14. Tinha visto Roland Barthes na aula semana passada, mas achei estranho também.
    Na minha sala faltaram umas 10 pessoas!

  2. Oi Mari
    Como você mesma disse no post a pontuação máxima da prova é de 98 pontos.
    Não fecha em 100…
    Já achei isso estranho.

    Na minha prova (PUBLI) haviam duas questões da parte específica exatamente iguais (63 e 64), inclusive a ordem das opções, mas a banca deu o gabarito como sendo diferente.

    No fórum CW e no facebook estão relatando várias irregularidades durante a aplicação… Coisas absurdas!
    Acho que a prova será anulada…

  3. Achei complicada a parte de direito principalmente o direito ADM. Ainda não conferir o gabarito mais acho que não fui bem. Esse foi meu primeiro concurso, daqui pra frente vou me preparar mais.

  4. A prova de Publicidade veio com questão repetida! E no gabarito oficial as respostas corretas são diferentes! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Pode isso?

  5. Não achei a prova difícil, mas algumas questões estavam meio mal elaboradas.

    Também nunca ouvi falar do termo “jornalista sentado”. hehehehe! É até meio cômico.
    Achei o gabarito de uma questão de português muito estranho. Inclusive, não bate com um gabarito extra-oficial que vi, nem com o meu. hehehe. Era a questão que tinha um pequeno texto sobre Machado de Assis.

    Não tive muito tempo para estudar a parte de Direito e Administração, por isso levei bomba em Direito Administrativo. Ódio da Lei 8.666. Acho a parte mais difícil do administrativo. Não consigo aprender 😦

    Já em Previdenciário, só com a leitura de alguns resumos, consegui até ir bem.

    Enfim, vamos ao gabarito.

    LÍNGUA PORTUGUESA – acertei 7
    ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO – errei uma
    NOÇÕES DE INFORMÁTICA – acertei 4
    NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO – acertei 3
    NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – só acertei uma (tristeza total!)
    NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL – acertei 6
    NOÇÕES DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO – acertei 7
    CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – acertei 15

    Fiz 47 questões. Se for contar como peso 2, fiz 69 de 98.

    Comecei a estudar para concurso há pouco tempo (alguns meses). Esse foi o terceiro que tentei, depois que comecei a estudar. Fiz um concurso antes de começar a estudar, mas fui só figurante hehehe. Ainda não saiu a classificação dos dois primeiros, então não tenho muita noção de como fiquei. Acho que com a pontuação que fiz dessa vez ainda estou distante.
    Mas é assim mesmo. O jeito é prosseguir com os estudos até passar e não desistir, nem desanimar.
    Obrigada pelas dicas do site. Estou sempre acompanhando!

  6. Oi Mariana! Também achei a prova bem fácil, apesar de achar que a prova de português teve dois tipos de questões: ou eram idiotas ou eram HIPER mal feitas. Enfim, no final das contas, fiquei com 67 pontos de 98 e não levei ponto de corte em nada.

    Também me arrependo de não ter estudado… vacilo grande! Como só há uma vaga (escolhi BSB), acredito que não serei eu o felizardo, mas fica o aprendizado.

    Sem dúvida, a melhor questão da prova foi a do jornalista sentado! hahahahah sinceramente, que tipo de profissional eles querem selecionar? A prova específica foi super diferente da do MPU, que cobrou coisas muito mais pertinentes do cotidiano profissional.

    Grande abraço!
    Boa sorte a todos!

  7. Na minha sala, em niteroi, uma menina entrou após a prova ter começado, ninguém entendeu nada! Dp faltou luz, uma desordem para ir ao banheiro, várias coisas estranhas! Desorganização total!

  8. Não, gente, sério, o que foi essa questão do jornalista sentado? Piada né…
    Achei essa prova bem mal elaborada, sinceramente… A parte de conhecimentos específicos não disse a que veio, umas perguntas estranhas, a de português mais estranhas ainda… Sério, tinha perguntas ali tão banais que eu pensava “Não, tem alguma pegadinha por aqui, não pode ser…”.
    Mas enfim, de 98 pontos, fiz 65 e não levei ponto de corte em nada… Não sou a felizarda, com certeza, mas é sempre um bom aprendizado provas de concurso – mesmo mal feitas como essa.

  9. Oi Mari, vou entrar com recurso nas questões 2, 4 e 9 da prova de português.
    Questão 02
    Resposta: Nenhuma. Não pode ser a letra B pois não tem alteração de classe, somente de sentido. E na questão pede as duas alterações. Nas outras alternativas, fica faltando ou a alteração de classe ou alteração de sentido.
    Questão 4. Resposta certa: B que caracteriza o texto argumentativo: ponto de vista, persuasão. Não pode ser a letra A (conforme gabrito oficial) pois na letra A caracteriza texto injutivo, que dá orientações, conselho.
    Questão 9 da prova de português, não consigo entender porque de acordo com o gabarito a alternativa correta é a B, eu marquei C, crente que era a correta……para mim o homem comum é que não entendeu o que Ruy Barbosa falou.

    AFF so consegui acertar 6 de português.

      1. Vamos lá, de acordo com o gabarito eu fiz:
        Lingua Portuguesa: 6
        Ética no Serviço Publico: 4
        Noções de Informática: 4
        Noções de Administração: 3
        Noções de Direito Administrativo: 4
        Noções de Direito Constitucional: 2
        Noções de Direito Previdenciário: 3
        Conhecimentos Específicos: 12

        No somatório de pontos, fiz 53 no total ;/

      2. Isabela
        veja o que o prof Fernando Pestana falou sobre essas questões do INSS no site do euvoupassar
        Também errei essas mesmas questões de português e vou entrar com recurso.
        bj e boa sorte!

  10. Eu achei a prova hiper bagunçada e umas questões muito mal feitas, mal escritas, meio “lambança” mesmo. Eu fiz 83 pontos em 98.

    E, realmente, NUNCA OUVI FALAR EM JORNALISTA SENTADO! Bom, eu sou jornalista e trabalho sentada… rs

  11. Minhas considerações:
    1) O local de aplicação das provas foi bizarro: no meio da zona sul. Uma pessoa que mora na zona norte de São Paulo por exemplo, longe de metrô, teria que pegar ao menos três conduções para evitar carro ou taxi. Eu ainda tenho a sorte de morar no centro e ter acesso relativamente fácil à várias regiões, mas me solidarizei com os que tiveram dificuldades. Local de prova de concurso é no centro da cidade! Ou pelo menos onde haja estação de metrô ou trem.
    2) A desorganização foi tremenda. As pessoas fizeram o que quiseram na sala enquanto esperavam pela prova. A CESPE, por exemplo, é bem rígida com relação aos materiais e às condutas na sala e tem razão para isso.
    3) A prova foi extremamente mal elaborada com inúmeras possibilidades de recursos. A prova de ética foi uma piada: dava para resolver quase tudo com base exclusivamente em senso comum. A prova de específicas também foi ridícula. Vou ver se vale a pena redigir os recursos, pois a chance de essa prova ser anulada é grande.
    Eu fiz 73 pontos no total. Poderia ser mais, errei algumas questões por bobagem e por nível de concentração baixo (estava com febre). Mas vale destacar que eu estou bem afiado em Constitucional e Administrativo.

      1. Tem razão, vou entrar com os recursos se der tempo. É que estou correndo contra o tempo para rever as matérias do Banco Central para a prova do dia 20 (meu terceiro domingo seguido com prova, rs).

      2. Vida de concurseiro… Mas vale a pena tentar o recurso! Quem não chora, não mama!

  12. Oi, Mari!
    Esse foi o primeiro concurso que eu fiz na vida e comecei a acompanhar o blog desde que comecei a estudar.
    Perdi tempo estudando ética no serviço público, que tava facílima e devia ter estudado direito constitucional, que não deu tempo pra ler tudo. Enfim, acho que fui relativamente bem pra primeira experiência. Se não tivesse acertado só duas em direito constitucional entraria com recurso na 2, na 4 e na 9 também. Com certeza o gabarito tá errado na 9. A resposta que eles dizem que tá certa é ridícula.
    Eu tinha marcado “jornalista sentado” primeiro, mas dae achei que fosse pegadinha do malandro e troquei pra “redator” hahahah
    A 21 também não tô convencida de que o gabarito tá correto.

    Enfim, eu fiz:
    Português – 6
    Ética – 5
    Informática – 5
    Administração – 3
    Direito administrativo – 2
    Direito constitucional – 2
    Direito previdenciário – 5
    Conhecimentos específicos – 14

      1. Obrigada 😉
        Agora é manter o foco e continuar estudando! Uma hora chega minha vez!
        Em três semanas tem concurso pra Corag. Vamos que vamos! 😉

      2. Claro que sim, não pode desestabilizar! Eu mesma fiz uns… sei lá quantos concursos e ainda tô por aqui…

    1. Concordo com a questão 04 e a questão 09! A 02 eu marquei certa, mas também sem achar mudança de classe gramatical…

  13. Olá, pessoal!

    Gostei demais, demais de conhecer este site!
    Valeu, Mari!!

    Realmente as questões de Português deveriam ser anuladas, e, aliás, a Funrio inteira não tem credibilidade pra aplicar uma prova dessas, nacional.

    Muito prazer em conhecer este espaço! Abraço!

  14. Em relação às específicas cabem recursos nas seguintes questões:
    58)Ver seguinte artigo: http://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_01/rbcs01_05.htm
    Nele podemos perceber que os conceitos da escola de frankfurt são diametralmente opostos ao conceito de democratização da cultura.

    64 – publicidade – TODOS OS MANUAIS E BOAS LITERATURAS SOBRE COMUNICAÇÃO INTERNA APONTAM COMO PRINCIPAIS PROBLEMAS DO CANAL QUADRO DE AVISOS O ACESSO PRECÁRIO E A INATUALIDADE.

    OBSERVE AS DICAS PUBLICADAS NESTE ARTIGO DE JUREMA LUIZA CANNATARO.

    http://WWW.RH.COM.BR/PORTAL/COMUNICACAO/ARTIGO/6450/QUADRO-DE-AVISOS-VALORIZE-ESSE-RECURSO-EFICAZ-E-DE-BAIXO-CUSTO.HTML

    PODEMOS RESSALTAR DOIS ASPECTOS:
    1- A LOCALIZAÇÃO É FUNDAMENTAL
    2 – ATUALIZE AS INFORMAÇÕES PERIODICAMENTE

    PORTANTO A ALTERNATIVA CORRETA É A LETRA D

    65 – Publicidade) A QUESTÃO APRESENTA DOIS GABARITOS CORRETOS SENDO ELES A LETRA D (APRESENTADA COMO A ALTERNATIVA CORRETA PELO GABARITO PRELIMINAR) E A LETRA E, CONFORME BIBLIOGRAFIA PESQUISADA ENTRE OS MELHORES AUTORES DO TEMA.
    INDISCUTIVELMENTE O MODELO DE AAKER TRAZ AS CARACTERÍSTICAS APRESENTADAS NA LETRA D COMO ATIVOS DA MARCA, PORTANTO A ALTERNATIVA ESTÁ CORRETA, ENTRETANTO PROPOSIÇÃO E TAMBÉM ESTÁ CORRETA SEGUNDO AUTORES CONSAGRADOS COMO PHILIP KOTLER E KEVIN LANE KELLER. DE FATO SER BEM CONCEITUADA EM UM
    SEGMENTO NÃO SIGNIFICA SÊ-LO EM OUTRO. KOTLER NOS ENSINA QUE MUITAS VEZES UMA EMPRESA LANÇA EXTENSÕES QUE OS CONSUMIDORES CONSIDERAM INADEQUADAS PODENDO SE TORNAR UM GRANDE FRACASSO (KOTLER, PHILIP. ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING 12ª EDIÇÃO, PG. 293). NO MESMO LIVRO É APRESENTADO ALGUNS CASES, COMO O CASO DA EMPRESA BIC, TIDA COMO ESPECIALIZADA EM PRODUTOS BARATOS E DESCARTÁVEIS LANÇANDO DIVERSOS PRODUTOS DE SUCESSO (CANETAS, LÂMINAS DE BARBEAR, ISQUEIROS…), MAS QUE NO FIM DOS ANOS 80 LANÇOU UM PERFUME POPULAR APRESENTADO COMO EXTENSÃO DO LEGADO DA MARCA, QUE ENTRETANTO NÃO OBTEVE SUCESSO. KEVIN LANE KELLER NOS APRESENTA UMA TABELA DIZENDO O QUE AS PESQUISA NOS DIZEM SOBRE AS EXTENSÕES DA MARCA. ENTRE AS CONCLUSÕES ELENCADAS VALEM DESTACAR AS SEGUINTES: MARCAS DE EXCELENTE QUALIDADE COMPORTAM MAIS EXTENSÕES DO QUE MARCAS DE QUALIDADE MEDIANAS, EMBORA OS DOIS TIPOS TENNHAM LIMITE. UMA MARCA VISTA COMO MODELO EM SUA CATEGORIA DE PRODUTO PODE TER DIFICULDADES DE SE ESTENDER PARA OUTRAS CAREGORIAS. (KEVIN LANE KELLER, STRATEGIC BRAND MANAGEMENT, 2 ED. UPPER SADDLE RIVER: PRENTICE HALL, 2003.

    1. Errei essas mesmas questões.
      Mas a 58 na hora que fui buscar nos livros embasamento para redijir o recurso, achei de onde a banca retirou. E o pior é que foi copia+cola. O citados autoras são Kracauer e Benjamin.

      A questão 64 é indiscutível, até porque ela é idêntica a questão 63. Outra questão copiada de livro. Recurso tranquilo de fazer.

      A questão 65 eu tinha chado estranha, mas não lembrava onde tinha lido isso. Quando vi seu comentário corri para livro do Kotler para redijir o recurso! Valeu mesmo!

      Agora dedos cruzados!

  15. Questão 59:
    D) Uma rede possui diversos centros, cada um se refere a uma das redes que compõem o sistema completo.

    Não vejo porque essa alternativa está errada

  16. Olá Gente!

    O que vocês avaliam da questão 58, acerca da Escola de Frankfurt? Eles pediam a assertiva errada. Na minha avaliação a errada era a de letra “D”, eles consideraram a “E”…

    1. Eu também achei que a incorreta era a D, mas na verdade ela está correta. Benjamin era um autor da escola de Frankfurt um pouco mais otimista, e realmente acreditava que o capitalismo criara as condições para uma democratização da cultura, ao tornar os bens culturais
      objeto de produção industrial.

  17. Gente eu preenchi todos os pontos de corte! uhuhh
    Fiz 17 em específicos
    7 em previdenciário
    4 em administrativo
    7 em portugues
    não lembro o resto mas lembro que não saí no ponto de corte, me arrependi de não ter estudado tava fácil…
    Fiz 51 questões no total…
    Agora gente me ajuda a questão que tratava de industria cultural tem que ser anulada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s