Vaga para comunicação em Minas Gerais

A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) abriu inscrições para o concurso que oferece uma vaga para os cursos de comunicação social. O salário é bom, mas aviso logo que tem muiiiiita coisa pra estudar! Veja os detalhes:

CARGO: Analista de Comunicação Social

VAGAS: uma

SALÁRIO: R$ 4.200,00

CARGA HORÁRIA: 40 horas semanais (com disponibilidade para viagens)

INSCRIÇÕES: até o dia 14 de março no site da Fundep

VALOR: R$ 70,00

PROVAS: objetiva e discursiva (que eles chamam de aberta). A prova discursiva será composta de duas questões, sendo uma questão de conhecimentos gerais (tema da atualidade) e uma questão de conhecimentos específicos.

O QUE ESTUDAR?
1) PORTUGUÊS
Compreensão e interpretação de textos. Tipologia e gêneros de texto. Coerência e coesão textuais. Variação linguística. Conhecimentos linguísticos – norma padrão. Ortografia padrão. Uso do acento indicativo de crase. Classes de palavras: definições, classificações, formas, flexões, empregos. Estrutura e processo de formação das palavras. Morfologia (verbos irregulares, emprego das palavras “porque”, “por que”, “por quê” e “porquê”, “se” e quê”). Sintaxe (regências verbal e nominal, concordâncias verbal e nominal, emprego de verbos impessoais, indeterminação do sujeito, voz passiva pronominal, emprego de pronomes relativos e uso de “há” e “a”). Sinais de pontuação: emprego. Estrutura da oração e do período: aspectos sintáticos e semânticos. Semântica: construção de sentido e efeitos de sentido, sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia. Polissemia e figuras de linguagem. Pontuação e efeitos de sentido. Estilística: fenômenos expressivos nos campos fônico, morfológico e semântico.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa – São Paulo: Lucerna.
CUNHA, Celso e Cintra Lindley. A nova gramática do português contemporâneo – Lexikon
KOCH, Ingedore e TRAVAGLIA Luiz. A coerência textual. São Paulo: Contexto.
PASQUALE & Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione.

2) RACIOCÍNIO LÓGICO
Lógica e raciocínio lógico: problemas envolvendo lógica e raciocínio lógico. Proposições. Conectivos: conceito de proposição. Valores lógicos das proposições. Conectivos. Tabela-verdade. Operações lógicas sobre proposições: negação de uma proposição. Conjugação de duas proposições. Disjunção de duas proposições. Proposição condicional. Proposição bicondicional. Tabelas-verdade de proposições compostas. Construção de proposições conjuntas. Tabela-Verdade de proposições conjuntas. Tautologias e contradições. Definição de tautologia. Definição de contradição. Equivalência lógica e implicação lógica: equivalência lógica. Propriedades da relação de equivalência lógica. Recíproca, contrária e contrapositiva de uma proposição condicional. Implicação lógica. Princípio de substituição. Propriedade da implicação lógica. Álgebra das proposições: propriedade idempotente. Propriedade comutativa. Propriedade associativa. Propriedade distributiva. Propriedade de absorção. Leis de Morgan. Argumentos-conceito de argumento. Validade de um argumento. Critério de validade de um argumento. Sentenças abertas: sentenças abertas com uma variável. Conjunto-verdade. Sentenças abertas com duas variáveis. Conjunto-verdade de uma sentença aberta com duas variáveis. Sentenças abertas com n variáveis. Conjunto-verdade de uma sentença aberta com n variáveis. Operações lógicas sobre sentenças abertas: conjunção. Disjunção. Negação. Quantificadores: quantificador universal. Quantificador existencial. Negação de proposições contendo Quantificadores. Quantificação parcial e Quantificação múltipla. Existência e unicidade. Conjuntos limitados.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
CABRAL, Luís Cláudio; NUNES, Mauro César. Raciocínio lógico e matemática para concursos. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. (Série questões).
MORGADO, Augusto César; CESAR, Benjamin. Raciocínio lógico-quantitativo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. (Série provas e concursos).
ROCHA, Enrique. Raciocínio lógico: você consegue aprender: teorias e questões. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. (Série provas e concursos).
SÁ, Ilydio Pereira de. Raciocínio lógico: concursos públicos, formação de professores. Rio de Janeiro: São Paulo: Ciência Moderna, 2008.
SÉRATES, Jonofon. Raciocínio lógico: lógico matemático, lógico quantitativo, lógico numérico, lógico analítico, lógico crítico. 11 ed. Brasília: JONOFON., Volume I.

3) CONHECIMENTOS GERAIS
O Brasil dos dias de hoje (aspectos políticos, econômicos e sociais). Ética. Código de Ética do Governo de Minas Gerais. Cidadania: direitos e deveres. Administração pública. Pessoa natural e pessoa jurídica, personalidade e capacidade jurídica. Noções sobre teoria geral do Estado e sobre a organização do Estado brasileiro. Noções sobre compras no contexto público.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
BRASIL. Lei 8.666/93
BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil. Título I- Dos Princípios Fundamentais- ,Título II – Dos direitos e Garantias Fundamentais – (capítulos I ao IV), Título III – Da Organização do Estado- capítulo VII – Da Administração Pública).
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM de dezembro de 1948.
DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. São Paulo: Atlas.
MINAS GERAIS. Código de Ética do Governo do Estado de Minas Gerais. Disponível no site: http://www.mgs.serv.br/ccetica.pdf
PEREIRA, Caio Mário da Silva. Instituições de direito civil. Forense: Rio de Janeiro.
RODRIGUES, Sílvio. Direito civil. Saraiva: São Paulo.
Jornais e revistas de circulação nacional

4) INFORMÁTICA BÁSICA
Microsoft Windows – última versão. Pacote Office (Word, Excel, Powerpoint) – última versão. Microsoft Outlook – última versão. Internet.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
MANZANO, A. L. N. G. e TAKA, C. E. M. Estudo dirigido de Microsoft Windows 7Ultimate. São Paulo: Érica.
TORTELLO, J. E. N. Explorando a Internet. São Paulo: Makron Books, 1995.
Cartilha de segurança da internet – http://cartilha.cert.br/
Manuais oficiais de softwares.

5) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Comunicação organizacional. Características técnicas e teóricas da notícia e da reportagem. Gêneros e modelos de redação jornalística na comunicação organizacional. Dimensões e ferramentas contemporâneas de comunicação: reputação corporativa. Comunicação de crise. Planejamento em comunicação. Comunicação integrada. Comunicação Interna. Planejamento estratégico de comunicação. Relações públicas comunitárias e mobilização social. Responsabilidade social corporativa e cerimonial. Ética e legislação de relações públicas, jornalística e de publicidade e propaganda. Marketing de relacionamento. Marketing cultural e esportivo. Cibercultura e comunicação digital. Mídias sociais. Desenvolvimento sustentável e comunicação. Características técnicas e teóricas da linguagem jornalística. Características técnicas e teóricas da pauta, apuração, redação e edição de textos jornalísticos informativos, interpretativos e opinativos para veículos impressos, rádio, televisão e mídias digitais. Jornalismo participativo na internet. Redes sociais, informação e jornalismo. Teorias do jornalismo: Newsmaking. Critérios de noticiabilidade e impactos da lei de acesso à informação. Jornalismo e cidadania. Assessoria de imprensa. Media training. Comunicação e linguagem publicitária: conceituação das técnicas de criação e de todas as fases do processo de produção publicitária (briefing, produção gráfica, editorial, mídia eletrônica e web, conceitos/análise de mídia, administração de verba publicitária, interface com agências. Noções de gestão de páginas de internet – HTML, CSS, PHP, ASP. Editoração gráfica, comunicação visual, Corel Draw, Photoshop, etc.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
AMARAL, A.; RECUERO, R.; MONTARDO, S. (Org.). Blogs.com: estudos sobre blogs e comunicação. São Paulo: Momento Editorial, 2009.
ARENDT, Iara Machado et al. Marketing cultural: Um negócio inserido no mercado e que tem a cultura como produto. II Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, Resende: 2005.
CORRÊA, E. S. Comunicação digital: uma questão de estratégia e de relacionamento com públicos. Organicom, v. 2, n. 3, 2005/2.
DUARTE, Jorge. Assessoria de imprensa e relacionamento com a mídia – teoria e técnica. São Paulo: Atlas, 2011.
FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas. Código de ética dos jornalistas brasileiros. 2007. Disponível em: <http://www.fenaj.org.br/federacao/cometica/codigo_de_etica_dos_jornalistas_brasileiros.pdf >
FERREIRA, G. M.; DALMONTE, E. F. Webjornalismo, critérios de noticiabilidade e efeitos de sentido. Comunicação: Veredas, ano VII, n.7, Nov. 2008.
FORTES, Waldyr Gutierrez. Relações públicas. Processo, funções, tecnologia e estratégias. 2. ed. São Paulo: Summus, 2003
FRANCO, Lucio Flávio. Comunicação organizacional: o sucesso do acaso e o planejamento na empresa pós-moderna. São Paulo: All Print, 2011.
FREY, K. Desenvolvimento sustentável local na sociedade em rede: o potencial das novas tecnologias de informação e comunicação. Revista de Sociologia e Política, v. 21, nov. 2003. Curitiba.
KEEGAN, Warren J.; GREEN Mark C. Princípios de marketing global. São Paulo: Saraiva, 2003.
KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. São Paulo: Prentice Hall, 2000.
KOTLER, Philip; ARMSTRONG, Gary. Princípios de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2003.
KUCINSKI, B. Jornalismo, saúde e cidadania. Espaço Aberto, fev. 2000. p. 181-186. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/icse/v4n6/25.pdf&gt;. Acesso em 27/07/2012.
KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Comunicação organizacional: histórico, fundamentos e processos. São Paulo: Saraiva, 2009. (2 volumes)
KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. 4. ed. São Paulo: Summus, 2003.
KUNSCH, Margarida Maria Krohling (Org.). Relações públicas e comunicação organizacional. São Caetano do Sul: Difusão, 2009.
LAJE, Nilson. Teoria e técnica do texto jornalístico. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.
MACEDO, L.F. Responsabilidade social: a atuação de uma organização pública junto aos seus fornecedores. 147 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de pós-graduação, Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
MACHLINE, Claude et al (Org.). Gestão de marketing. São Paulo: Saraiva, 2005.
Manual de Redação. Folha de São Paulo. 7. ed. São Paulo: Publifolha, 2004.
MARCHIORI, M. Cultura e comunicação organizacional. 2. ed. São Caetano do Sul: Difusão, 2008
MARTINS, Zeca. Redação publicitária: a prática na prática. São Paulo: Atlas, 2009.
PENA, Felipe. Teoria do jornalismo. São Paulo: Contexto, 2005.
PRIMO, Alex.; TRÄSEL, Marcelo Ruschel. Webjornalismo participativo e a produção aberta de notícias. Contracampo (UFF), v. 14, p. 37-56, 2006.
QUADROS, Claudia. A participação do público no webjornalismo. E-Compós (Brasília), v. 4, n. dez., p. 1-17, 2005.
REEDY, Joel; SCHULLO, Shauna; ZIMMERMAN, Kennneth. Marketing eletrônico: a integração de recursos eletrônicos ao processo de marketing. Porto Alegre: Bookman, 2001.
SANTAELLA, Lúcia, LEMOS, Renata. Redes sociais digitais. São Paulo: Paulus, 2010.
SANT´ANNA, A.; ROCHA Jr., I.; GARCIA, L.F.D. Propaganda – Teoria, técnica, prática. 8. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2008.
SILVA, Gislene. Para pensar critérios de noticiabilidade. Estudos em Jornalismo e mídia, v.2, n.1. Florianópolis: Insular, 2005, p.95-106.
SHIMP, Terence A. Propaganda e promoção. -Comunicação integrada de marketing. 7. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.
TELLES, A. A revolução das mídias sociais. São Paulo: M. Books, 2011.
TORQUATO DO REGO, Francisco Gaudêncio. Tratado de comunicação organizacional e política. São Paulo: Pioneira Thompson Learning, 2002.
VALENTIM, Erika Marina Nascimento; MACHADO, Nathália Ferreira; NADAES, Adriana Duarte. Relações públicas e mobilização social: um caso com o meio ambiente. XIV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste – Rio de Janeiro – 7 a 9 de maio de 2009.
XAVIER, A. M; SOUZA, W. J. Responsabilidade social empresarial: Estudo Teórico-Empírico à Luz dos Instrumentos Ethos. In: Encontro da ANPAD, 2004, Curitiba. Anais do XXVIII ENANPAD. Curitiba: ANPAD, 2004. p. 1-15.

LEIA O EDITAL COMPLETO

Anúncios

6 opiniões sobre “Vaga para comunicação em Minas Gerais”

  1. Menina, não sabia que vc tinha voltado a atualizar o blog/site. Da última vez que visitei, vc tinha assumido lá na Aeronáutica. Que bom que está de volta. Agradecemos a colaboração.

    1. Mariana querida, muito legal esta sua iniciativa. mas ví que nossos salários estão mesmo uma merca quando você escreveu “salário é bom,mas precisa estudar muito” e ví que o “salário bom” e de 4.000,00. credo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      1. Oi, Fátima! Se você levar em conta que a maioria dos salários gira em tonro de R$2 mil a R$3 mil no máximo e que tem concurso pagando cerca de R$1.700,00… E ainda, se você fala em piso salarial do jornalista em todo o Brasil (http://www.fenaj.org.br/pisosalarial.php), vai ver que esse pode ser considerado sim um bom salário. Infelizmente essa é a nossa realidade!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s