Prova do BNDES – primeiras impressões

Depois de um dia inteiro de provas e quase uma tendinite de tanto usar a caneta, enfim terminou o concurso do BNDES. Nossa, foi cansativo! MAs sinceramente, não foi tão difícil quanto achei que seria… Bem, vamos à análise detalhada das provas.

LÍNGUA PORTUGUESA

Gostei. De todas foi com certeza a mais tranquila!

LÍNGUA INGLESA

O texto era meio grande, mas não difícil. Pelo menos aparentemente! Meu inglês é aquele de colégio, sabe? Então achei que deu para fazer a prova, mas algumas expressões, algumas palavras eu não tinha a certeza do significado, então pode ser que eu estivesse achando que estava certa, mas não estava… Só quando sair o gabarito dá para falar com mais propriedade.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Como era de se esperar, bem mista dentre as áreas, com predomínio um pouco maior em jornalismo e em marketing. Fora algumas questões que eu realmente não sabia, não foi tão difícil quanto eu esperava…

DISCURSIVAS

Confesso que estava com um mini-pavor só de pensar em aparecer alguma questão “cabulosa”, daquelas que eu ia ter que deixar em branco porque não sabia para onde ia! Quando peguei a prova, um alívio: mesmo não dominando por completo alguns assuntos, dava para fazer todas as questões.

Como estava me dedicando mais ao concurso da Aeronáutica que foi na semana passada, acabei não conseguindo dar um gás na parte de publicidade e de marketing, então na hora de falar sobre os assuntos, acho que fui um pouco superficial. Mas vamos esperar pra ver, né?

O gabarito e o caderno de prova estarão disponíveis amanhã. Vamos esperar pra ver o resultado!

36 opiniões sobre “Prova do BNDES – primeiras impressões”

  1. Estou morta! Fiquei um pouco angustiada com as questões de marketing. Não concordo com concurso para “comunicação Social” abrangente. É um desrespeito. As profissões de publicitário e jornalista são diferentes, tanto que a maioria dos vestibulares já está fazendo provas separadas. Quanto às objetivas, achei um absurdo as questões sobre técnicas de impressão gráfica terem o peso de 2,5. Pelo amor de Deus… Um concurso que pretende selecionar servidores para pensar o desenvolvimento do país faz uma pergunta sobre gramatura de papel? Sem contar que a organização foi lastimável. Aqui no Rio não fizeram marcação do tempo, os fiscais não estavam bem identificados e havia uma barulheira infernal. Tive que armar um barraco com o pessoal da organização que estava conversando alto na porta da sala… Enfim…. Vamos ver!

    1. Com relação a essa mistureba de comunicação, todo mundo concorda. Mas o BNDES sempre faz prova assim, então tem que estudar mesmo, se preparar! Não tem jeito!

      Agora sobre a (des)organização, ainda bem que aqui foi tudo tranquilo! Disso não tenho do que reclamar…

    2. Concordo. As questões sobre projeto gráfico são absolutamente desnecessárias para testar conhecimento, mesmo do diagramador. Pela abrangência da prova, vê-se que estão buscando profissional genérico, o que vai de encontro à tendência das comunicações sociais tanto da iniciativa privada como pública.

  2. Concordo com boa parte da resenha, questões bem tranquilas, embora duvide que eu vá passar. Sinto que só enchi linguiça no texto sobre comunicação integrada, apesar de ter feito sem dificuldades o de jornalismo online. Fiz a prova em Brasília. Talvez por estar mais acostumado às avaliações do CESPE, achei a organização meio frouxa, sobretudo pelo aparente despreparo dos fiscais. Meu primeiro comentário no blog. Deixo o meu apoio.

  3. Achei que tinha umas questões muito bobinhas, obvias demais… e outras nada ver com área de jornalismo. E o mais impressionante nenhuma questão de jornalismo econômico! Espanhol o segundo texto achei muito subjetivo. Português tava moleza, acho que os textos de interpretação que escolheram nada a verrrrr!!!!Enfim, prefiro as provas do cespe são mais coerentes. Com certeza não passei, mas valeu a experiência!!11

    1. Ah, sim, esqueci de comentar sobre a falta de questões de jornalismo econômico. Jurei que ia cair umas questõezinhas… Mas, vai entender esses concursos…

      De toda forma, achei que as provas anteriores foram bem mais difíceis!

      1. Desculpe,mas para falar dessa forma você deve ter gabaritado a prova……não entendo tanta gente falando que a prova estava fácil e no fim não é classificado…..bom não tem como entender essas pessoas que só sabem falar..

      2. Não, não só não gabaritei a prova como não fui bem nessa do BNDES. Achei que tinha sido até corrigir as questões, como postei depois na divulgação do gabarito. Acontece você achar que a prova era uma coisa e quando corrigir o gabarito ver que não era aquilo que estava pensando, não? Comigo pelo menos acontece!

  4. concordo plenamente com a Patricia, o conteúdo especifico não foi bem cobrado … sobre papel e coisas superficiais ,,,acho absurdo também!!!! falta TOTAL de coerência!!!! e c comentei a mesma coisa como uma colega como uma questão de editoração sobre papel sei lá o q pode valer 2,5? q tipo de profissionais eles buscam?

    1. Gente, não tentem enteder a cabeça da banca! O objetivo do concurso não é saber quem de nós sabe mais e sim fazer a gente errar e quer erra menos, tá dentro! Cruel, mas é assim!

  5. Oi, é minha primeira vez por aqui! Na verdade voltei a prestar concursos tem pouco tempo (fiz EBC e, hoje, BNDES). Sou da área de jornalismo e achei as questões específicas dessa área até fáceis. O problema foi a parte de publicidade/marketing/editoração… Até estudei, mas não me formei nisso, então fica um pouco mais complicado, gera mais dúvidas na hora de marcar. Mas até que na discursiva acho que me dei bem, apesar das questões de marketing, não deixei nada em branco. Língua portuguesa e espanhol estavam bem fáceis.

  6. Concordo Mariana ! Cespe não tem igual!!!!!! eu passei no concurso da EBC que foi o CESPE q organizou e é de tirar o chapéu tudo ( organização e como cobra conteúdo) , BNDS valeu a experiência,,, se o Cespe pegasse pra organizar do BNDS ai sim seriamos bem avaliados!!!

  7. Eu tbm prefiro o Cespe. Fiz a prova num colégio esquisito, com muito barulho perto… fora essa coisa de ter que fazer duas provas no mesmo dia, verdadeira maratona. Claro, faz parte, mas é bem desgastante. Também passei no da EBC, pena que a prova de hoje não foi organizada pelo Cespe… Mas estou com esperança!!!

  8. Também achei a prova mediana, com questões de jornalismo fáceis e algumas de editoração e marketing complicadas. A prova foi bem mais fácil do que a dos anos anteriores, talvez por ter caído a exigencia da bibliografia. Minha área é jornalismo e sempre tive dificuldade de achar bons materiais de marketing e publicidade. também não concordo em reunir as áreas, as provas geralmente já são um pouco subjetivas e juntando ficar ainda mais difícil de estudar. Estudei bastante a área de editoração, todas as formas de impressão e tal… mas acabei me confundindo naquela da gramatura (coloquei g/m3). Concurso é assim mesmo… Rsrs.

  9. Olá gente… primeira vez por aqui tb… então… achei a prova tranquila… mas como estou acostumada com concurso, entendo que isso pode gerar duas consequências: ou era um monte de pegadinha ou o ponto de corte vai lá no alto. Achei muito ruim ser todas as áreas da comunicação misturadas tb…. as questões sobre jornalismo estavam banais (para mim, que sou jornalista), mas as questões de marketing????? Reinou o chutômetro… rs… e a discursiva? que era a maioria de marketing/PP? Ninguéééém merece… mas veremos… não achei inglês e português difíceis tb não…. achei até gostosas de fazer… sobre a organização… nada como o CESPE, com certeza…mas até que eu ameiii o lugar onde fiz… super tranquilo e, apesar de serem 17 andares… eram muitos elevadores e organizaram direito a logística da galera subir… enfim… amanhã sai o gabarito e iremos saber mais… sobre as questões de editoração… fala sério… achei que tinha acerta a questão da gramatura… e errei =((… tenso.. rs

  10. Ola, pessoal! nao sou jornalista, e sim publicitaria. Adorei a prova do BNDES – mkt é o ramo que domino e trabalho.. ainda assim, nao creio que estarei entre os 9 sortudos! nem todo publicitario estara la! 😦 sorte a todos!

  11. Também não achei tão difícil, embora tinha coisas em conhecimentos específicos de marketing e editoração, que eu realmente não sabia. A prova prática também foi tranquila, imaginava algo muito mais difícil. Quisera todos os concursos fossem assim… A única coisa triste, é que a maioria que fez a prova achou fácil.
    Ah, em São Paulo na minha sala faltaram 50% dos candidatos.

  12. Oi, Mariana, é a minha primeira vez nos comentários, mas tenho acompanhado seu blog há um tempo. Eu entendo a banca cobrar as habilitações misturadas, pois eles querem um profissional que saiba fazer de tudo, jogar nas 11, digamos assim. É meio injusto com quem tem só uma habilitação. Acho sim que as provas deviam ser separadas.

    Para mim fica um pouco mais fácil porque sou publicitária E jornalista, então achei a prova específica bem tranquila, tirando a questão da gramatura, que também me fez escorregar na casca de banana… Acho que acabamos nos preparando esperando um nível de cobrança maior e, quando cai uma coisa simples assim, nos enrolamos, talvez por causa do cansaço.

    Na prova escrita, respondi todas bem, com uma certa segurança até, só estou com uma dúvida quanto à questão de CIM, pois respondi explicando o funcionamento da comunicação interna, externa etc, mas acho que eles queriam uma resposta explicando o mix de ferramentas da comunicação, dizer o que é assessoria, propaganda, PDV etc e isso nem passou pela minha cabeça na hora.

    Bom, ainda estou na torcida, aguardando o gabarito. Tomara que a minha discursiva seja lida, quem sabe?

    1. Também acharia melhor que fosse separado, mas fazer o quê? Lembrando que tem muito concurso que é para jornalismo, que pede só habilitação em jornalismo e mesmo assim cobra assuntos de publicidade, de marketing… Se estava no edital, cabe a nós estudar!

      Sobre a discursiva do mix de comunicação, falei sobre os 4P´s (Praça, Preço, Promoção e Produto), acho que era isso que eles pediam… Vamos esperar, né?

      Boa sorte!

      1. Mariana, eu tive muita dúvida nessa questão do mix; pensei também em colocar os 4 pês, mas havia estudado outras coisas do mix promocional em que havia relações públicas, publicidade… não me lembrei de tudo na hora! Como disse a Vanessa Mota, estudei essas coisas, mas como não sou da área, fica difícil incorporar tudo na cabeça! Aí acabei falando de RP, publicidade, assessoria de imprensa e marketing. Tô curiosa pra saber o padrão de resposta! Esse negócio de “cite e apresente 4 características”, “explique 6 vantagens” me deixaram nervosa, mas não deixei nenhuma em branco.

  13. Fiz a prova em Porto Alegre, e a organização por lá foi boa. Agora, a prova podia ter sido em uma etapa só, apenas pela manhã. Ficou bem exaustivo – ainda mais com o calor que estava. Fiz concurso anterior do BNDES e estava esperando uma prova bem difícil, mas no geral estava tranquila. Achei a parte discursiva bem cobrada. Vamos aguardar o gabarito agora.

    1. Oi, Flaviane! Eu não sou do Rio não! De toda forma, o Radix não tem apostilas e sim cursos presenciais (para quem é do Rio) ou à distância (nesse caso você acessa o conteúdo durante o tempo do curso, não tem material para baixar).

  14. Olá Mari, sou de Recife… Achei que não gostei muito da prova, mas conferi o gabarito agora e não sei se fui láááá essas coisas…
    Primeiramente parabéns pelo site, show de bola. Em relação a organização, gostei desse ponto aqui na capital pernambucana. Em relação ao tipo de prova, achei como falou uma amiguinha aí em cima: eles querem alguém que jogue nas 11 posições e se der ainda apite o jogo! Foi um mix danado.
    Nas discursivas, fiz uma ‘enrolation’ na primeira, o resto foi tranquilasso.
    Ok, minha nota:

    Arthur Filipe – 74,5

  15. Oi pessoal!
    Gostei bastante da prova, bem tranquila, pricipalmente a discursiva.
    Torcendo pra ver se dessa vez vai!
    abs!

    Minha nota na objetiva foi 84.
    Giorgio

  16. Eu fiz prova em Recife e foi muito tranquila. Com relação à maratona de provas e à utilização dos dois turnos do dia, foi cansativo mesmo, mas, por sorte, eles escolheram uma faculdade que ficava quase vizinho a um shopping. Almocei tranquilamente, pelo menos! Também gostei muito das provas, embora ache que não me sairei bem na discursiva. Mas só por conhecer a capital pernambucana já foi ótimo 🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s