EBC: edital 1 – 15 vagas para jornalistas

O Edital no 1 da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) oferece 15 vagas específicas para jornalista: o cargo 3 – Analista de Empresa de Comunicação Pública – Acervo e Pesquisa, que oferece 12 vagas e o cargo 16 – Analista de Empresa de Comunicação Pública – Locução Especializada, com 3 vagas.

Além desses dois, o edital ainda oferece outros cargos para qualquer curso de nível superior como o cargo 21 – Analista de Empresa de Comunicação Pública – Produção Executiva de Rádio, Televisão e Mídias Digitais. Para quem curte essa área de produção, acho que pode ser uma opção.

INFORMAÇÕES EM COMUM DOS CARGOS 3 E 16

SALÁRIO INICIAL: R$ 2.843,00

INSCRIÇÕES: no site da Cespe, de 15 de julho a 7 de agosto

VALOR: R$ 62,00

PROVA: 25 de setembro

Agora vamos às informações mais detalhadas de cada cargo:

CARGO 3: ANALISTA DE EMPRESA DE COMUNICAÇÃO PÚBLICA – ATIVIDADE: ACERVO E PESQUISA

VAGAS: 12 vagas, sendo uma para portador de necessidades

REQUISITOS: diploma de Jornalismo, Rádio e Televisão, Arquivologia, História ou Biblioteconomia.

CARGA HORÁRIA: 40 horas semanais

PROVAS: objetivas de conhecimentos básicos e de conhecimentos específicos

CARGO 16: ANALISTA DE EMPRESA DE COMUNICAÇÃO PÚBLICA – ATIVIDADE: LOCUÇÃO ESPECIALIZADA

VAGAS: 3 vagas

REQUISITOS: diploma de Comunicação Social, Jornalismo ou Rádio e TV

CARGA HORÁRIA: 30 horas semanais.

PROVAS: objetivas de conhecimentos básicos e de conhecimentos específicos e prática (peso 2,5)

PARA ESTUDAR
CONHECIMENTOS BÁSICOS (50 questões, peso 1)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial: emprego das letras; emprego da acentuação gráfica. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual: emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual; emprego/correlação de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período: relações de coordenação entre orações e entre termos da oração; relações de subordinação entre orações e entre termos da oração; emprego dos sinais de pontuação; concordância verbal e nominal; emprego do sinal indicativo de crase; colocação dos pronomes átonos. 6 Reescritura de frases e parágrafos do texto: substituição de palavras ou de trechos de texto; retextualização de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial: adequação da linguagem ao tipo de documento; adequação do formato do texto ao gênero.

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional): proposições simples e compostas; tabelas-verdade; equivalências; leis de De Morgan; diagramas lógicos. 4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Problemas aritméticos, geométricos e matriciais aplicados em raciocínio lógico.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office, BR Office. 2 Sistemas operacionais: Windows e LINUX. 3 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e intranet. 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.

ATUALIDADES: Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como segurança, transportes, política, economia, sociedade, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas.

LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA: 1 Lei nº 11.652/2008 (Lei de criação da EBC). 2 Decreto nº 6689/2008 (aprova o Estatuto Social da EBC).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (70 questões, peso 1)
CARGO 3 – ANALISTA DE EMPRESA DE COMUNICAÇÃO PÚBLICA – ATIVIDADE: ACERVO E PESQUISA
1 Jornalismo: história do jornalismo; teorias do jornalismo; produção jornalística – fonte e entrevista, notícia e reportagem, gêneros opinativos, jornalismo na imprensa, no rádio e na TV -; jornalismo e novas tecnologias de comunicação; história da imprensa, do rádio e da televisão no Brasil; legislação em comunicação social – Código de Ética do Jornalista, regulamentação da profissão de jornalista, Código Brasileiro de Telecomunicações, Código de Ética da Radiodifusão -; regulamentação versus desregulamentação – tendências nacionais e internacionais -; comunicação pública; opinião pública – pesquisa, estudo e análise em busca de canais de interação com cada público específico -; propriedade cruzada dos meios de comunicação; formatos e roteirização – entrevista, debate, mesa redonda -; princípios gerais da pauta; edição de texto; edição de programas radiofônicos; rádio web; gêneros da redação – definição e elaboração de notícia, reportagem, entrevista, editorial, crônica, coluna, pauta, informativo -; critérios de seleção, redação e edição; transmissão ao vivo – técnica e construção de reportagem -; edição on-line. 2 Mídia: linguagens e gêneros. 3 Mídia e responsabilidade social. 4 Documentação, arquivamento e pesquisa de conteúdos. 5 Análise de mídia: métodos quantitativos e qualitativos; análise de conteúdo; análise de discurso. 6 Clipping, videoclipping e clipping eletrônico. 7 Conceitos de massa, audiência, público, sondagens e opinião pública. 8 Monitoramento de cobertura jornalística, incluindo banco de notícias. 9 Relatórios de avaliação de tendências editoriais. 10 Atividades de media criticism, media watching e media literacy. 11 Arquivística: princípios e conceitos; políticas públicas de arquivo; legislação arquivística; normas nacionais e internacionais de arquivo; sistemas e redes de arquivo; gestão de documentos; implementação de programas de gestão de documentos; diagnóstico da situação arquivística e a realidade arquivística brasileira; protocolo – recebimento, registro, distribuição, tramitação e expedição de documentos -; as funções arquivísticas – criação, aquisição, classificação, avaliação, difusão, descrição e preservação de documentos -; análise tipológica dos documentos de arquivo; políticas de acesso aos documentos de arquivo; sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos – documentos digitais, requisitos, metadados e microfilmagem de documentos de arquivo.

CARGO 16 – ANALISTA DE EMPRESA DE COMUNICAÇÃO PÚBLICA – ATIVIDADE: LOCUÇÃO ESPECIALIZADA
1 História do rádio e da televisão no Brasil. 2 O jornalismo nos meios audiovisuais: pauta, apuração, reportagem, edição e apresentação. 3 Produção de programas radiofônicos e televisivos: gravados e ao vivo. 4 Estrutura e funcionamento de estúdios de rádio e TV. 5 Programação musical, produção de vinhetas, gravação e reprodução de audiovisual. 6 Tipos de microfone e características específicas. 7 Sonoplastia. 8 Locução: intensidade vocal, timbre, entonação e ressonância; articulação de palavras e ritmo de leitura; técnicas de expressão vocal. 9 Entrevistas: externa e em estúdio. 10 Técnicas de apresentação.

Leia o EDITAL COMPLETO

16 opiniões sobre “EBC: edital 1 – 15 vagas para jornalistas”

    1. Sabe que não temos muito material específico para Jornalistas Concurseiros, não? De toda forma, vou tentar fazer um post com sugestões de bibliografia de alguns dos temas que cai não só para esse concurso, mas para vários da nossa área.

      Boa sorte!

  1. Mariana,
    No edital fala que tem que ter registro em orgão de classe.Qual registro é esse? Aquele do ministerio do trabalho? tem que ser filiado ao sindicato?

  2. Não gente, filiação em sindicato não pode ser requisito para concurso público! O órgão de classe a que eles se referem é mesmo o registro no Ministério do Trabalho, ou seja, o MTb.

      1. A carteira não é fornecida pela Fenaj, ela é vendida pela Fenaj. Eu paguei R$300,00 pela minha, pois não sou sócia do Sindicato. Quem é sócio paga R$120,00. Não sei se aumentou…

        Mas de qualquer forma, para se comprar a carteirinha de jornalista é preciso ter o MTb, que é o único registro válido para a atuação dos jornalistas.

        Como não temos um órgão de classe como o CRM ou OAB nosso registro é feito apenas pelo Ministério do Trabalho. Esse é o registro pedido no edital. O mesmo já aconteceu em outros concursos e o edital foi retificado.

        Não tem sentido cobrarem algo que não existe. A FENAJ não é o órgão de classe regulamentado constitucionalmente, este seria o Conselho de Jornalistas.

        A discussão sobre a criação de um Conselho de Jornalistas já foi levantada diversas vezes — inclusive a Constituição Federal no capítulo V da Comunicação Social diz que temos que ser regulamentados por um Conselho—, mas toda vez que Lula tentou regulamentar o Conselho levantou-se a bandeira da liberdade de imprensa e expressão e nada foi resolvido.

  3. Obrigada, Michele. Vi em seu blog que vai fazer esse concurso, né?O que voce acha dessa prova prática? Se for ter grupo de estudos eu quero participar!

    1. Bom gente, fiquei intrigada com essa história e fui buscar informações. O fato é que o Cespe não sabe de nada, diz que a exigência é feito pelo EBC e são eles quem devem responder sobre isso. Já o EBC diz que não pode falar nada sobre o concurso e que todas as informações devem ser obtidas junto a organizadora do certame. Enviei e-mails e até liguei lá em Brasília, mas o máximo que consegui do Cespe foi a resposta:

      “Informamos Vossa Senhoria que o órgão contratante define o requisito para respectivo cargo e será exigido do candidato exatamente o que está expresso no edital como requisito para investidura no cargo.

      Informamos, ainda, que este centro não tem autonomia para informar se o candidato possui ou não o requisito necessário exigido em edital.

      Esclarecemos que trata-se do posicionamento oficial do CESPE/UnB.”

      Perguntei ao Sindicato de SP e a desinformação foi ainda maior. Disseram que se o edital exige, temos que nos filiar. (Absurdo!) Concordo que a filiação no Sindicato fortalece a categoria, mas daí a ser exigência para concorrer a cargo público?! Não faz sentido.

      Encontrei um fórum onde estavam discutindo o assunto e uma das jornalistas concurseiras disse que se informou pelo Sindicato de Brasília e lá disseram o seguinte:

      “Para tirar o registro terá que trazer cópias autenticadas de RG, CPF, Diploma, Comp. De endereço, CTPS original e páginas da foto e qualificação civil autenticadas, paga uma taxa de R$ 20,00 e após 15 dias úteis você poderá buscar o registro. Não precisa pagar mensalidade para tirar o registro. Att, Tatiane DiasSecretária – SJPDF (61) 3343-2251 / 3344-1488”

      Trata-se um número carimbado na Carteira de Trabalho pelo Sindicato. Mas esse número já não seria o próprio MTb? Que confusão, não?

      De qualquer forma, não será necessário ter todo este trabalho e gasto agora. Se não retificarem o edital, essa exigência é feita apenas para o ato da posse e não para concorrer ao cargo.

      Ainda acho tudo muito estranho. É muita desinformação e jogo de empurra. Mas foi isso que consegui apurar.

      Boa sorte a todos!

  4. Oi, Mari. O MTb é o único registro exigido para jornalistas. A carteira de jornalista só pode ser feita por quem tem MTb, mas nem para isso é necessário ser filiado ao Sindicato. Só que para quem não é filiado a carteirinha é mais cara. De qualquer forma, o que é pedido para o concurso é apenas o MTb mesmo.

    1. Nenhum concurso pode exigir carteirinha ou filiação a sindicato nenhum. Só o MTB pode ser pedido. Sou jornalista desde 2008, não tenho a carteirinha do FENAJ nem pretendo ter (não acho justo pagar pra um órgão que não faz nada por mim). Tenho só o MTB e ele sempre foi o suficiente para meu exircício da profissao. Sou concursada. Inclusive, asusmi só com o MTB.

    1. Não há número definido pra cada cidade. Cada cidade terá o número de vagas de acordo com a conveniência da EBC. Vão chamando à medida que forem precisando.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s