Concurso da Finep: são mesmo 10 vagas?

Mais um concurso para jornalistas! É o da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que, prestem bem atenção, está FORMANDO CADASTRO DE RESERVA para várias áreas, inclusive para Comunicação Social. Mas e porque todo mundo tá dizendo que são 10 vagas?

Na verdade, apenas os 10 primeiros serão considerados aprovados e ficam aguardando ser chamados se e quando houver vagas.

Qual a minha opinião? Bem, no concurso anterior da Finep, em 2009, eu cheguei a me inscrever porque primeiro anunciaram que seriam 20 vagas. Depois esclareceram a situação que era a mesma dessa seleção, mesmo assim achei que valia a pena. Comprei minha passagem para o Rio de Janeiro e quando já estava perto da prova, foi exatamente na época da não exigência do diploma e eles reabriram a inscrição, para que qualquer pessoa de nível superior fizesse a inscrição! Achei um absurdo!

Resumo da ópera: consegui receber a taxa de volta, depois de cerca de 1 mês, mas acabei perdendo o valor que eu já tinha pago da passagem (fiquei com um crédito de um ano e acabei não conseguindo utilizar).

Mas essa foi minha triste história com a Finep, não quer dizer que será a sua também! O salário é bem bom e pelo menos só quem tem registro de jornalista pode concorrer.

Veja as informações:

CARGO: Comunicação Social (é a formação exigida, mas também é exigido o registro profissional de jornalista)

LOCAL DE TRABALHO E PROVA: Rio de Janeiro

VAGAS: formação de cadastro de reserva doas primeiros 10 aprovados (sendo 1 para pessoas com deficiência)

SALÁRIO INICIAL: R$ 5.508,43

INSCRIÇÃO: de 10 de junho a 03 de julho no site da Fundação Cesgranrio

VALOR: R$ 80,00

PROVAS: Serão realizadas dia 31 de julho, em duas etapas

1ª ETAPA – provas objetivas de 25 questões de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Ética no Serviço Público e Inovação) e 25 questões objetivas de Conhecimentos Específicos.

2ª ETAPA – prova de Redação. Serão corrigidas as provas dos 60 primeiros colocados, desde que não sejam eliminados nas provas objetivas.

PARA ESTUDAR

LÍNGUA PORTUGUESA (10 questões, peso 1)
1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Emprego do sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Significação das palavras. 12. Redação de correspondências oficiais.

LÍNGUA ESTRANGEIRA (5 questões, peso 1)
O edital não deixa claro, mas como só são 5 questões, suponho que o candidato opte por inglês ou espanhol

– LÍNGUA INGLESA
1. Compreensão de textos em Língua Inglesa. 2. Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos.

– LÍNGUA ESPANHOLA
1. Compreensão de texto em Língua Espanhola. 2. Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos.

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO (5 questões, peso 1)
1. Papel do Estado. 2. Decreto n.° 1.171/94. 3 Decreto n.° 6.029/2007.

INOVAÇÃO (5 questões, peso 1)
Lei do Bem (11.196/2005); Lei de Inovação (10.973/2004); Lei do FNDCT (11.540/07).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (25 questões, peso 2)
1 Comunicação. 1.1 Conceito. 1.2 Modelos teóricos. 1.3 Mídia. 1.4 Novas mídias. 2 Jornalismo. 2.1 História do Jornalismo. 2.2 Teorias do Jornalismo. 2.3 Produção jornalística. 2.3.1 Fonte e Entrevista. 2.3.2 Notícia e Reportagem. 2.3.3 Gêneros opinativos. 2.3.4 Jornalismo na imprensa, no rádio e na TV. 2.4 Jornalismo e novas tecnologias de comunicação. 3 Comunicação Organizacional. 3.1 Assessoria de imprensa. 3.2 Release. 3.3 Clipping. 3.4 Relacionamento com a imprensa. 3.5 Públicos interno e externo. 3.6 Veículos de comunicação institucional. 4 Jornalismo e Publicidade. 4.1 A notícia e o anúncio. 4.2 Técnicas de redação.

EDITAL COMPLETO

Anúncios

10 comentários em “Concurso da Finep: são mesmo 10 vagas?”

  1. Oi, Mariana, pelo que li no edital – que olhei bem por cima – as provas podem ser realizadas em São Paulo e Rio de Janeiro. Não é isso?

  2. Fogo também é que o concurso só tem validade de um ano – podendo prorrogar por mais um. O de 2009 tinha validade de 9 meses – e eu queria saber quantos daqueles aprovados foram chamados…
    Fiquei empolgada qdo vi o concurso, mas qdo li que NÃO HÁ vagas, e sim um cadastro de reserva de apenas 10 pessoas (não devem chamar nem duas…), desanimei de viajar também…

      1. O último concurso foram 10 vagas tb e NINGUÉM foi chamado. NINGUÉM.

        Eu já ví muita falcatrua acontecer, já tive concurso cancelado etc. Sinceramente? Não estou botando fé nesse concurso. Acho que estão fazendo só para arrecadar grana com o dinheiro das inscrições. Duvido muito que convocarão alguém.

        Não caio mais na pegadinha do cadastro de reserva, ainda mais vindo de uma empresa como a FINEP, que não chamou ninguém no seu último concurso de cadastro de reserva.

  3. não chamaram ninguem no ultimo concurso, podem olhar no site da Finep. isso desanima.
    O edital fala, logo no seu inicio, que é para pessoa optar entre ingles e espanhol
    Boa sorte pra quem vai!

    1. Valeu, Natália. Não consegui encontrar essa informação o edital…

      Sobre fazer ou não o concurso, acho que cabe a cada um decidir se vale ou não a pena arriscar. Eu optei não fazer.

  4. Pôxa, é desanimador, né? Não é sempre que aparece um concursopra nossa área com um salário legal e um conteúdo bom de estudar…mas, confesso, acho que é um investimento muito alto ( viajar) pra uma incerteza também tão grande.

  5. Há jornalistas terceirizados na FINEP, há mais de 5 anos. A chefia de lá, está no cargo há muitos anos. Provavelmente, estes profissionais são os mais bem preparados para passarem nos primeiros lugares, pois conhecem bem a instituição. Acredito que o concurso é pra valer. Eu não vou fazer porque passei minha vida inteira correndo atrás dessa profissão e hoje sou empreendedora ganhando mais que 5 mil e com um cargo público que me rende 2 mil por mês. Nós, jornalistas devemos ter sempre um coringa na manga para não ficarmos fora do mercado de trabalho. Lutamos tanto por um serviço público ficando anos tentando passar num certame. Empossado com um salário acima do mercado entramos no ciclo de anos a fio sem reajuste salarial. Se o salário, hoje, é 7 mil reais daqui há 10 anos estará com mais de 80% de perdas. Não se iludam. O governo não joga para perder. O preço pela estabilidade no emprego é alto demais. Quem for competente, mantenha paralelamente, um outro emprego na iniciativa privada aonde se tem reajuste anual de salário e plano de carreira. Sou jornalista e funcionária pública e tive que ter outra fonte de renda para complementar meu salário.Hoje consigo viver dignamente e honrar minhas contas mensalmente graças ao empreendorismo. Patrões: Nunca mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s